O Benfica conseguiu uma virada incrível no clássico contra o Porto, na casa do adversário, venceu por 2 a 1 e tomou a liderança do Campeonato Português. Foi a nona vitória consecutiva dos encarnados desde que o técnico Bruno Lage assumiu. Com isso, são 24 jogos disputados e dois pontos de vantagem, a 10 rodadas do fim da liga.

LEIA TAMBÉM: Acabou a vantagem: Bayern iguala pontuação do Dortmund e fica atrás apenas no saldo de gols

Com Bruno Lage, que substituiu Rui Vitória, o time vem jogando muito melhor e chegou a 35 gols em nove jogos, tirando uma diferença de sete pontos para o então líder Porto para transformar em uma vantagem de dois pontos. É algo gigantesco, que coloca o time de Lisboa em vantagem.

Aos 18 minutos, o Porto saiu na frente. Adrián López marcou, em uma segunda tentativa, depois que sua cobrança de falta bateu na barreira, mas voltou para os seus pés. O Benfica tentou o empate ainda no primeiro tempo, pouco depois do gol, aos 21 minutos. Pizzi, dentro da área, teve a chance de finalizar e o goleiro Iker Casillas – sim, aquele mesmo – fez a defesa.

O Benfica arrancaria o empate aos 25 minutos do primeiro tempo. E tudo começou em uma saída de bola errada com Casillas, uma trapalhada da defesa, e Haris Seferovic ficou com a bola e achou o jovem atacante João Félix dentro da área. Ele dominou e tocou para marcar 1 a 1. Aos 19 anos, ele tem sido um dos grandes destaques do Benfica na temporada, mostrando grande qualidade técnica e um potencial imenso.

Melhor em campo, o Benfica teve uma nova chance aos 44 minutos. Seferovic recebeu bem na perna esquerda e soltou uma bomba, novamente com intervenção de Casillas para impedir que a bola fosse para as redes. Com isso, o placar ficou em 1 a 1. O segundo tempo seria bastante movimentado e intenso

No início do segundo tempo, o Porto errou na defesa, Rafa tomou a bola, tabelou com Pizzi e chutou forte, rasteiro, e marcou 2 a 1. Um belo gol e virada para o time da capital portuguesa. O jogo virou e o Porto é quem precisava reagir. E Gabriel, aos 31 minutos, acabou fazendo uma falta, encarou o jogador do Porto e acabou expulso. Tomou amarelo pela falta, outro amarelo pela briga. Com um a menos, o Benfica sofreu e o Porto pressionou.

Apesar de criar boas chances para marcar, o Porto não conseguiu o empate. No fim, a vitória acaba sendo importantíssima e talvez decisiva para o Benfica na disputa acirrada pelo título português. O Benfica volta a campo no dia 11 de março, contra o Belenenses. O Porto joga no domingo, dia 10, contra o Feirense.