O Benevento, comandado pelo técnico Filippo Inzaghi, também conhecido como Pippo Inzaghi, conquistou o acesso à Serie A da próxima temporada nesta segunda-feira. O time venceu a Juve Stabia por 1 a 0, gol de Marco Sau, e abriu 24 pontos de vantagem para o Crotone, segundo colocado, que tropeçou na rodada, assim como o Spezia – este foi inclusive ultrapassado pelo Cittadella. A diferença de pontos não pode mais ser tirada, porque o primeiro critério de desempate é o confronto direto e o Benevento leva vantagem sobre os rivais.

“Eu acho que o que fizemos nesta noite foi a imagem certa, já que estávamos com 10 jogadores por quase todo o jogo”, afirmou Inzaghi ao DAZN depois da partida. Luca Caldirola, defensor do Benevento, foi expulso aos 24 minutos do primeiro tempo. “Estes rapazes conseguiram algo histórico, já que havia um recorde de 76 pontos e nós igualamos isso. Nós ganhamos todos os jogos em casa, eu realmente não sei o que mais dizer”.

A campanha do Benevento é algo notável: 23 vitórias, sete empates e só uma derrota. O time marcou 56 gols e só tomou 15. O acesso significa que Inzaghi, permanecendo no Benevento, irá enfrentar o seu irmão mais novo na Serie A, Simone, que dirige a Lazio, time que ainda briga pelo scudetto. Eles chegaram a se encontrar quando Pippo estava no Bologna, ainda na Serie A.

“Eu estou feliz pelo presidente e o diretor, já que eles acreditaram em mim. Nós tivemos o melhor registro defensivo na Europa e os rapazes foram fabulosos. Eles foram acima disso e além, assim como toda minha comissão técnica. Eu nunca esperei fazer história”, declarou ainda o técnico do Benevento.

O prefeito da cidade de Benevento pediu que os torcedores mantenham as comemorações no mínimo e mantenham o distanciamento social. O time tem tudo para estabelecer uma marca ainda mais impressionante na Serie B, porque ainda restam sete rodadas.

A campanha é uma volta por cima de Inzaghi. Depois de encerrar a carreira nos gramados em 2012, ele começou a carreira de técnico nos times de base do Milan, até que chegou ao time principal em 2014, depois da demissão do ex-companheiro Clarence Seedorf. Ele ficou um ano no cargo, até ser demitido em junho de 2015, após o final da temporada 2014/15.

Depois do Milan, Inzaghi foi para o Venezia, na terceira divisão. Subiu para a Serie B, batendo o Parma, que também estava na disputa naquela temporada 2016/17. Na segunda divisão, na temporada 2017/18, conseguiu uma incrível quinta posição, garantindo lugar nos playoffs. Eliminou o Perugia do amigo Alessandro Nesta, mas perdeu a disputa da semifinal do Playoff para o Palermo.

Depois disso, Inzaghi ganhou uma vaga na Serie A. Assumiu o Bologna, mas os maus resultados desgastaram o ex-jogador, que foi demitido no dia 29 de janeiro de 2019. Foi substituído por Sinisa Mihajlovic, que se manteve no cargo – e na Serie A, ao final da temporada. Foi então que, em junho de 2019, surgiu o convite do Benevento e o treinador assumiu o desafio de tentar o acesso pelos Stregoni, que significa Feiticeiros em italiano e é o apelido do time.

O clube ainda terá mais a comemorar. Nesta segunda-feira, foi confirmada a contratação de Loic Remy, jogador francês que desembarcou na Itália. Ele fará os exames médicos na manhã de terça-feira antes de assinar contrato por três temporadas com o Benevento. Aos 33 anos, o atacante tem um longo histórico em grandes ligas. Formado pelo Lyon, jogou também por Lens, Nice, Olympique de Marseille, Queens Park Rangers, Newcastle, Chelsea, Crystal Palace, Las Palmas, Getafe e defendeu o Lille na temporada 2019/20.