O Palmeiras voltou a fazer gols e a vencer. Nesta quarta-feira, derrotou o Júnior Barranquilla, por 3 a 0, no Allianz Parque, depois de ser eliminado nas semifinais do Campeonato Paulista e ficar três partidas sem fazer um gol. E, para isso, precisou superar o goleiro Sebastián Viera, em uma grande noite.

Mas nem tudo está bem no Palestra Itália porque, antes da partida, o ônibus da delegação foi recebido com pedras por alguns torcedores. Embora nunca haja um motivo que justifique violência, a situação foi muito estranha por ser bastante desproporcional com o atual momento do time, precisando jogar melhor, mas longe de estar em crise, levantando questões que devem ser investigadas pela polícia sobre as motivações do ataque – alguns agressores já foram presos.

O jogo precisa ser inserido nesse contexto porque há relatos de jogadores abalados e chocados nos vestiários antes de a bola começar a rolar, o que evidentemente poderia refletir em campo. Mas o Palmeiras pareceu alheio a esses problemas e construiu o seu placar sem grandes problemas, apesar de Viera.

Logo aos 19 minutos, Scarpa mandou uma cobrança de falta direto para o gol, e Viera fez a defesa. Dudu pegou o rebote e mandou no canto. Viera interveio brilhantemente, mas Deyverson, na boca do gol, empurrou às redes de cabeça. Logo em seguida, com os pés, o goleiro uruguaio defendeu a finalização à queima-roupa de Dudu, após passe de calcanhar de Scarpa.

 

No segundo tempo, não havia o que fazer na bomba de Dudu da entrada da área, e o Palmeiras ampliou o placar. O Júnior ameaçava muito pouco, mas testou Weverton, com um chute de fora da área de Sebastián Hernández, que o goleiro espalmou por cima do travessão.

 

Aos 34 minutos, Viera operou um milagre. Dudu lançou Felipe Pires pela direita. Completamente livre, o ponta entrou na área e rolou para Scarpa, também sem marcação, na altura da entrada da pequena área. A finalização saiu de primeira, mas Viera conseguiu se recuperar e desviou quase em cima da linha.

 

Mas o terceiro gol saiu. E foi bonito. Hyoran carregou no contra-ataque pela esquerda, tocou para Dudu, que devolveu de calcanhar para o meia-atacante dar números finais ao placar. Tranquila vitória do Palmeiras que chegou a nove pontos em seu grupo na Libertadores, um atrás do líder San Lorenzo.