Não tinha escapatória. Quaisquer cruzamentos que saíssem no sorteio prometiam confrontos espetaculares nas semifinais da Liga dos Campeões. Os esperados clássicos nacionais só serão possíveis na decisão. Para a próxima fase, fica a expectativa pelo novo tira-teima entre Alemanha e Espanha, rivais costumeiros entre seleções e clubes nos últimos anos. No caso, o vencedor da Bundesliga 2011/12 contra o vencedor de La Liga 2011/12, enquanto o dono da taça da Alemanha em 2012/13 terá pelo caminho o provável campeão espanhol em 2012/13.

O atual momento vivido por Bayern Munique, Barcelona, Real Madrid e Borussia Dortmund já torna os confrontos bastante interessantes. E os jogos ganham ainda mais peso quando se analisa o histórico entre as equipes em competições europeias. Cada enfrentamento conta com seis jogos anteriores, incluindo semifinais de Liga dos Campeões e de Copa da Uefa. Confira:

Bayern Munique x Barcelona

Histórico de confrontos: 3 vitórias do Bayern, 2 empates, 1 vitória do Barcelona
Bayern nas semifinais da Champions: 14 participações e 9 classificações
Barcelona nas semifinais da Champions: 14 participações e 7 classificações

Champions 2008/09 – Quartas de final – Barcelona 4×0; Empate por 1×1
Champions 1998/99 – Fase de grupos – Bayern 1×0; 2×1 Bayern
Copa da Uefa 1995/96 – Semifinais – Empate por 2×2; 2×1 Bayern

A grande vitória do Bayern

4 de Novembro de 1998 – Quarta rodada da fase de grupos da Champions
Barcelona 1×2 Bayern Munique
Gols: Giovanni, Alexander Zickler e Hasan Salihamidzic
Camp Nou – 85 mil espectadores

Em grau de importância, a vitória do Bayern no jogo de ida das semifinais da Copa da Uefa de 1995/96 foi a maior. A equipe estrelada por Jürgen Klinsmann e Lothar Matthäus venceu os catalães no Camp Nou por 2 a 1 e encaminhou o título, conquistado sobre o Bordeaux de Zinedine Zidane. Um resultado que contribuiu para a saída de Johan Cruyff do comando do Barça – que contava com o talento de Luis Figo, Pep Guardiola e Gheorghe Hagi, mas não convencia em campo.

Porém, não dá para menosprezar o feito dos bávaros em 1998. Em uma época na qual a fase de grupos garantia apenas os líderes nos mata-matas, além dos dois melhores segundos, o sorteio alinhou Bayern, Barcelona, Manchester United e Brondby. E os alemães terminaram na liderança da chave, graças às duas vitórias sobre os blaugranes. Depois de triunfarem por 1 a 0 em Munique, os visitantes arrancaram virada heroica por 2 a 1 no Camp Nou. Com Xavi em campo, o Barça caiu aos 42 do segundo tempo, em gol de Hasan Salihamidzic. Avançaram Bayern e United, para fazerem uma das finais mais sensacionais da história meses depois.

A grande vitória do Barcelona

8 de Abril de 2009 – Primeiro jogo das quartas de final da Champions
Barcelona 4×0 Bayern Munique
Gols: Lionel Messi [2], Samuel Eto’o e Thierry Henry
Camp Nou – 93 mil espectadores

O terceiro título do Barcelona na Liga dos Campeões teve o Bayern Munique pelo caminho. Vivendo o primeiro ano sob o comando de Pep Guardiola, os blaugranas tinham arrasado o Lyon nas semifinais. Os bávaros, no entanto, também prometiam ser adversários duros, depois de passarem a fase de grupos invictos e enfiaram 12 a 1 sobre o Sporting no placar agregado das oitavas de final – 5 a 0 em Lisboa e 7 a 1 em Munique.

Independentemente do retrospecto dos adversários, o Barça decidiu liquidar o confronto em seus primeiros 45 minutos. Em um primeiro tempo perfeito, os catalães encaminharam a classificação ao marcarem quatro gols no Camp Nou. Como não poderia deixar de ser, o astro na goleada foi Lionel Messi, autor de dois gols, uma assistência e pesadelo para a desfalcada zaga alemã, formada por Martín Demichelis e Breno. Na volta, o Bayern partiu para a pressão, mas os blaugranes souberam se conter e se satisfizeram com o empate por 1 a 1.



Real Madrid x Borussia Dortmund

Histórico de confrontos: 2 vitórias do Real, 3 empates, 2 vitórias do Dortmund
Real Madrid nas semifinais da Champions: 23 participações e 12 classificações
Dortmund nas semifinais da Champions: 3 participações e 1 classificação

Champions 2012/12 – Fase de Grupos – Dortmund 2×1; Empate por 2×2
Champions 2002/03 – Fase de Grupos 2 – Real Madrid 2×1; Empate por 1×1
Champions 1997/98 – Semifinais – Real Madrid 2×0; Empate por 0x0

A grande vitória do Real Madrid

1º de Abril de 1998 – Primeiro jogo das semifinais da Champions
Real Madrid 2×0 Borussia Dortmund
Gols: Fernando Morientes e Christian Karambeu
Santiago Bernabéu – 85 mil espectadores

As semifinais da Liga dos Campeões 1997/98 colocariam frente a frente o Dortmund, então atual campeão europeu, contra o Real Madrid, que se consagraria naquele ano. Os aurinegros vinham impulsionados pela vitória sobre o Bayern nas quartas, mas foram os merengues, que já tinham deixado para trás o Bayer Leverkusen, que se afirmaram como exterminadores de alemães.

O confronto foi definido logo no jogo de ida, no Santiago Bernabéu. Dominando as chances de gol, a equipe de Jupp Heynckes garantiu os 2 a 0 em casa, com Roberto Carlos servindo Fernando Morientes no primeiro tento e Christian Karembeu avançando com liberdade para fechar a conta. A vitória deu tranquilidade suficiente para o jogo de volta, no Westfalenstadion, onde a defesa liderada por Bodo Illgner e Fernando Hierro segurou a linha de frente estrelada por Stéphane Chapuisat.



A grande vitória do Borussia Dortmund

24 de outubro de 2012 – Terceira rodada da fase de grupos da Champions
Borussia Dortmund 2×1 Real Madrid
Gols: Robert Lewandowski, Cristiano Ronaldo e Marcel Schmelzer
Signal Iduna Park – 66 mil espectadores

Depois da vexatória eliminação na fase de grupos da Liga dos Campeões 2011/12, a equipe de Jürgen Klopp assinou seu diploma de maturidade contra o Real Madrid. O Dortmund não se intimidou com o peso da camisa do Real Madrid e teve grande exibição no Signal Iduna Park. Mario Götze orquestrou os aurinegros, que impuseram ritmo intenso no ataque para selar a vitória por 2 a 1.

O resultado, obviamente, teve grande valia para que o Dortmund alcançasse a liderança no temível “Grupo da Morte”. Uma posição praticamente garantida no Santiago Bernabéu, onde os aurinegros por pouco não confirmaram a supremacia sobre os merengues. O triunfo escapou aos 44 minutos do segundo tempo, quando Mesut Özil marcou de falta para buscar o empate por 2 a 2 – Götze e Marco Reus, em noite inspirada, fizeram os gols dos visitantes.