Bayern jogou para o gasto, mas venceu o Colônia fora de casa com gols de Müller e Gnabry

Atacante igualou Oliver Kahn, atualmente dirigente do clube bávaro, com 260 vitórias na liga alemã

Se não tem Robert Lewandowski, não há problema: um jogador continua sendo ccapaz de prover o caráter decisivo para o time. Não é um artilheiro nato, mas sabe chamar a responsabilidade. A vitória do Bayern de Munique por 2 a 1 veio com um gol do Thomas Müller, de pênalti, que abriu a contagem. Ele foi acompanhado por Serge Gnabry, que marcou no segundo tempo. O Colônia diminuiria na segunda etapa, mas a vitória veio. Mesmo sem uma atuação do mais alto nível, o time bávaro soube vencer o jogo.

LEIA TAMBÉM: Ceferin, presidente da Uefa, sobre a Superliga: “Esse tipo de ideia mataria o futebol”

O técnico Hansi Flick fez seis alterações no time titular que venceu o Lokomotiv Moscou por 2 a 1 na Champions League, no meio da semana. Foram poupados David Alaba, Lucas Hernández, Leon Goretzka, Corentin Tolisso, Kingsley Coman e o centroavante Robert Lewandowski.

Os dois times faziam uma partida equilibrada nos primeiros minutos, sem muita dominância de um lado. O que fez diferença é que o Bayern foi preciso. Aos 13 minutos, o árbitro marcou pênalti em um toque de mão de Marius Wolf. Thomas Müller cobrou e marcou 1 a 0.

Com o passar dos minutos, o Bayern foi ganhando terreno em campo e empurrando o Colônia para seu próprio campo. Na metade final do primeiro tempo, o jogo já acontecia mais nas imediações da área do Colônia. Defendendo bem, os bávaros davam poucas chances ao time da casa para empatar. As melhores chances eram do Bayern, que desperdiçou com Eric Maxim Choupo-Moting e Müller.

Antes do apito do intervalo, porém, o Bayern mais uma vez foi eficiente. Com precisão e rapidez, o time recuperou a bola com Joshua Kimmich, que acionou Serge Gnabry. O atacante driblou, entrou na área e chutou para marcar 2 a 0, aos 47 minutos, já nos acréscimos da etapa inicial.  O placar dava muito mais tranquilidade ao time ao atual campeão alemão e europeu.

Na volta para o segundo tempo, o Bayern claramente tentou controlar o jogo em um ritmo mais baixo, como se estivesse se poupando em campo. Tinha a posse de bola, mas raramente acelerava o jogo. Como o placar não parecia definido, o Colônia acreditou. Perdeu uma chance aos 26 minutos, com Ismail Jakobs. Em um chute de Jan Thielmann, Domenic Drexler desviou para marcar e diminuir o placar para 2 a 1, aos 37 minutos.

Com isso, o jogo ganhou alguma emoção nos minutos finais. O Colônia tentou um gol que daria o empate, mas o Bayern foi inteligente em segurar a bola e tentar manter mais o controle do jogo nos minutos finais, sem dar espaços, nem entrar em um jogo de troca de ataques. O relógio foi se tornando adversário do Colônia, que não conseguiu empatar. A vitória era mesmo do Bayern. Foi a sétima vitória consecutiva do Bayern, contando todas as competições. O Colônia, por sua vez, chega ao sexto jogo sem vencer.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore