O Bayern de Munique irá doar € 1 milhão para ajudar os refugiados e irá montar uma estrutura para abrigar os imigrantes. O número de imigrantes na cidade tem aumentado, com milhares de pessoas chegando a Munique depois de passar por Hungria ou Áustria. A estação de trem de Munique é um dos principais pontos de entrada.

“O Bayern vê como sua responsabilidade social ajudar os refugiados e essas crianças, mulheres e homens que sofrem, apoiá-los e acompanha-los na Alemanha”, afirmou o executivo-chefe do clube bávaro, Karl-Heinz Rummenigge, em um comunicado.

NEWSLETTER: Assine a newsletter da Trivela! Toda sexta o melhor do futebol no seu e-mail!

O clube pretende usar a estrutura das categorias de base para abrigar crianças, em ação conjunta com a cidade de Munique. O lugar onde ficarão os abrigados fica separado da parte de treinamento regular do time. O abrigo improvisado irá fornecer alimentação e aulas de alemão aos refugiados, para os ajudarem a se adaptar à Alemanha.

No dia 12 de setembro, no jogo contra o Augusburg, os jogadores do Bayern de Munique entrarão e campo com crianças refugiadas como uma forma de tomar posição sobre isso. O dinheiro doado para ajudar os refugiados, € 1 milhão, será arrecadado com um amistoso ainda planejado. “O Bayern está tomando uma posição e eu estou feliz com o envolvimento do clube”, disse o prefeito de Munique, Dieter Reiter. “É por isso que eu alegremente aprovei o apoio da cidade”, continuou.

A expectativa é que a Alemanha receba cerca de 800 mil imigrantes até o fim do ano, quatro vezes mais do que o país recebeu em 2014. A questão dos imigrantes se tornou importante na Alemanha, com muitos imigrantes vindos da Síria e de outros países, especialmente fugindo da pobreza e buscando asilo político.

As torcidas de quatro clubes alemães fizeram manifestação de apoio aos refugiados com mensagens de “Bem-vindos, refugiados” ou “Bem-vindos à Alemanha”. A Federação de Futebol Alemã (DFB) divulgou uma mensagem condenando os ataques aos refugiados nas suas acomodações na Alemanha, assim como condenou também a xenofobia. A entidade planeja um amistoso chamado “Refugiados Unidos” na próxima semana com funcionários da federação para arrecadar fundos.