O Bayern de Munique estava há três partidas sem vencer. Duas rodadas da Bundesliga e uma da Champions League. Principal foco da crise, porém, era o baixo desempenho da equipe, que resultou na demissão de Carlo Ancelotti. O novo reinado de Jupp Heynckes começou a mostrar o caminho de saída: uma goleada por 5 a 0 sobre o Freiburg para lavar a alma.

LEIA MAIS: De volta para o futuro: Bayern escolhe Heynckes pensando na identidade bávara

Acostumado a golear seus adversários, foi a primeira vez que os bávaros marcaram pelo menos cinco gols desde a penúltima rodada da última temporada, naquele eletrizante 5 a 4 contra o RB Leipzig. Mais importante do que isso, a facilidade para vencer pelo Campeonato Alemão depois de empates contra Wolfsburg e Hertha Berlim.

Heynckes tentou algo diferente, com Thiago ao lado de Javi Martínez no meio-campo, apoiando uma linha de armadores com Robben, Müller e Coman. A maioria das anteriores aparições do meia da seleção espanhola havia sido acompanhada por dois volantes. E o placar foi construído com facilidade: logo aos 8 minutos, Müller dividiu na pequena área, e Schuster marcou contra.

Coman, de cabeça, marcou no rebote da jogadinha tradicional de Arjen Robben, que se despediu da seleção holandesa esta semana, e Thiago ampliou da entrada da área. Lewandowski recebeu de Müller para fazer o quarto, e Kimmich fechou a goleada com um toque muito inteligente de calcanhar. Belo gol.

Heynckes recomeça deixando o torcedor otimista.