O Bayern de Munique anunciou a esperada contratação do croata Ivan Perisic, 30 anos, que veio da Internazionale. O contrato é de empréstimo até junho de 2020, com pagamento de € 5 milhões, com opção de compra para o clube bávaro pagando mais € 20 milhões. Um ponta natural, o jogador leva experiência e qualidade técnica para um time que perdeu dois dos seus principais jogadores pelos lados, Arjen Robben, que se aposentou, e Franck Ribéry, que deixou o clube após o fim do seu contrato.

A primeira opção para a posição era Leroy Sané, Manchester City, em uma transferência que estava alinhada para ser a maior da história do Bayern. Só que a lesão do ponta alemão complicou os planos do clube bávaro. Assim, Ivan Perisic se tornou uma opção, ainda mais porque parecia estar sem o mesmo prestígio no seu clube, a Internazionale, como antes, especialmente pela chegada de Antonio Conte. Com o clube italiano disposto a negociar, o preço acessível e o bom relacionamento com o técnico do Bayern, o negócio caminhou rapidamente.

Mesmo com a chegada de Sané, se acontecesse, havia quem defendesse que seria preciso mais do que isso. “Nós perdermos três jogadores no ataque com a saída de Franck Ribéry, Arjen Robben e James [Rodríguez] e ainda não tivemos novas contratações ali”, afirmou Robert Lewandowski durante a pré-temporada. Uma cobrança pública para o clube repor as importantes baixas que teve no elenco.

Robben e Ribery nem eram titulares absolutos na última temporada, mas eram o toque de experiência e qualidade para complementar os jogadores jovens que o clube possui: Kingsley Coman, francês de 23 anos; Alphonso Davies, canadense de 18 anos (que chegou em janeiro); Serge Gnabry, alemão de 24 anos. Experiente mesmo só Thomas Müller, 29 anos, que pode atuar pelos lados também, mas sem a mesma característica de ser um jogador de linha de fundo.

Se considerarmos a expectativa inicial do clube, e da torcida, quem sonhou com Sané acordou com Perisic, um jogador de gabarito, sim, mas longe de ser um dos melhores jogadores alemães e dos melhores do mundo, como seria com o primeiro. Perisic pode não ter essa expectativa toda, mas é um jogador com experiência e já provado nos grandes palcos. Foi um dos principais jogadores da Internazionale nos últimos anos, um dos responsáveis por levar de volta o clube a dias melhores, voltando à Champions League. Na Copa do Mundo, mostrou ser um jogador decisivo tanto na semifinal quanto na final – quando até marcou um gol na derrota para a França.

Perisic também já tem experiência de Bundesliga. Jogou por dois anos no Borussia Dortmund, de 2011 a 2013, e depois mais dois anos no Wolfsburg, de 2013 a 2015, quando foi vendido para a Internazionale. Viveu grandes temporadas pelo clube italiano, mas a sua última não foi das melhores, assim como a de Mauro Icardi, outro dos grandes destaques do clube em anos recentes. Muito desejado pelo Manchester United em janelas de transferência anteriores, o Arsenal tentou levá-lo para a Inglaterra em janeiro, sem sucesso. Volta para a Alemanha, onde já tem experiência com a cultura e com a língua.

Algo que não pode ser relevado é que o técnico do Bayern é croata, Niko Kovac, que foi técnico da seleção croata também durante a Copa do Mundo de 2014 e já trabalhou com Perisic. Segundo a Deutsche Welle, a escolha da contratação do jogador é uma aposta pessoal de Kovac, mais do que do diretor Hasan Salihamidzic, o CEO Karl Heinz Rummenigge ou mesmo do presidente Uli Hoeness.

“Ivan irá nos ajudar desde o começo com a sua grande experiência no mais alto nível internacional”, afirmou o diretor esportivo Hasan Salihamidzic ao site do Bayern. “Ele tem boa técnica e flexibilidade no ataque. Eu tenho certeza que Ivan irá se adaptar rapidamente já que ele conhece tanto a Bundesliga quando o técnico Niko Kovac”.

“Eu estou muito feliz em voltar a Alemanha. O Bayern é um dos maiores clubes na Europa. Nós queremos ir para o ataque, não apenas na Bundesliga e na Copa da Alemanha, mas também na Champions League”, afirmou Perisic ao assinar o contrato com o clube, depois dos exames médicos.

Havia muito questionamento sobre o técnico Niko Kovac, que ficou ameaçado terminar a temporada sem qualquer título ao final da temporada. Acabou ganhando a Bundesliga, tomando a ponta do Borussia Dortmund no segundo turno, e acabou também levando o título da Copa da Alemanha. Nesta temporada, parece disposto a moldar mais o clube para o seu modo de entender o futebol e traz um jogador que conhece e confia.

Perisic é a quarta contratação do Bayern de Munique na temporada. Antes, chegaram Lucas Hernández, francês de 23 anos; Benjamin Pavard, outro francês também de 23 anos; ambos zagueiros que podem atuar como laterais; chegou também o atacante Jann-Fiete Arp, de 19 anos, que veio do Hamburgo.

Camisa Bayern München 1974
Camisa retrô que traz o design clássico da camisa de 1974, ano da conquista da primeira Champions League, com craques como Gerd Müller e Franz Beckenbauer
A Trivela pode ganhar comissão sobre a venda.