Bayern 4×0 Barcelona: o que os personagens do jogo disseram

As declarações de Jupp Heynckes, Jordi Roura, Franz Beckenbauer, Lionel Messi, Daniel Alves, Javi Martínez e Thomas Müller após a partida

A vitória do Bayern Munique sobre o Barcelona na Allianz Arena foi unânime. Mesmo com os erros de arbitragem nos dois primeiros gols bávaros, os blaugranes não contestaram a superioridade dos adversários em campo, embora reafirmem a possibilidade de virada no Camp Nou. Já os alemães comentaram o sonho vivido com a goleada, mas sem se gabarem da prova de força. Confira as principais declarações após Bayern Munique 4×0 Barcelona:

***

Jupp Heynckes, técnico do Bayern: “Eu sou uma pessoa humilde. Só falaremos depois da partida de volta. Ainda restam 90 minutos no Camp Nou. A ordem defensiva e a disciplina tática foram chaves para derrotar o Barcelona. Para mim, eles também demonstraram ser uma boa equipe. Gosto do Barcelona, como time e como clube”.

Jordi Roura, assistente do Barcelona: “Quando você perde por um resultado tão amplo, não ficam boas sensações. Temos que felicitar o Bayern. Tentamos, mas eles nos superaram. Foi uma grande partida, mas se decidiu em ações pontuais. Já o árbitro esteve francamente mal. Definitivamente não tivemos sortes com a arbitragem nesta Champions. Mas isso não é desculpa para nada”.

Franz Beckenbauer, ex-presidente do Bayern: “Eu e as pessoas mais próximas do clube nunca nos atrevemos a imaginar uma goleada como essa nem nos sonhos mais selvagens. Jupp Heynckes é um mago, pois conseguiu a vitória mesmo com a metade da posse de bola do Barcelona”.

Lionel Messi, atacante do Barcelona: “Eles foram fisicamente superiores dentro de campo, todos os rebotes iam para eles. Eu estava há quinze dias sem jogar, era a primeira vez desde a lesão. Porém, não posso falar muito depois do resultado que tivemos, temos que seguir adiante. O placar de 4 a 0 é muito amplo, está difícil, mas vamos tentar”.

Thomas Müller, atacante do Bayern: “Se supõe que existe magia no Camp Nou, temos que mostrar que não cremos nela. Dei minha contribuição para a vitória e desde o princípio sabia que teria um bom papel, porque correria muitos quilômetros na partida”.

Daniel Alves, lateral do Barcelona: “Não há outra atitude além de felicitar o Bayern. Se tem pela frente um rival melhor que você, não há o que fazer além de felicitá-lo. Temos que fazer a autocrítica quando acabar a competição. Estamos abatidos porque é uma situação bastante complicada. Virar os 4 a 0 será muito difícil, mas temos que tentar. Se o Bayern marcou quatro gols, nós também podemos. Restam 90 minutos”.

Javi Martínez, meio-campista do Bayern: “Jamais teríamos imaginado que ganharíamos por 4 a 0. Sabíamos que ia ser uma partida difícil. No entanto, não podemos relaxar no Camp Nou. Se não conseguirmos tirar a posse de bola deles, tentaremos aproveitar para sair no contra-ataque, já que também somos muito bons nisso”.