No primeiro jogo sob o comando do interino Hans-Dieter Flick, após a demissão de Niko Kovac, o Bayern de Munique não teve um teste de verdade. O Olympiacos não ofereceu resistência alguma, e os bávaros esbarraram em sua própria falta de capricho na frente do gol. O 2 a 0 poderia facilmente ter sido uma goleada, tivesse o Bayern aproveitado suas oportunidades. Ainda assim, foi suficiente para garantir a classificação às oitavas de final da Champions League após apenas quatro rodadas.

Um jogo de ataque contra defesa, o duelo teve apenas três finalizações do Olympiacos, nenhuma delas em direção ao alvo. Já o Bayern acumulou tentativas. No primeiro tempo, foram 11, com cinco a gol. A segunda etapa teve ainda mais volume, com 16 chutes, seis deles ao alvo.

Aos cinco minutos, Goretzka foi o primeiro a forçar o goleiro José Sá a trabalhar bem. O meia acertou um chute rasteiro cruzado forte, no canto esquerdo, que o arqueiro do Olympiacos espalmou para o lado. Aos 34 minutos, Coman, grande destaque da partida, fez ótima jogada individual pela direita, enfileirando adversários e finalizando forte, mas também parando em boa defesa de Sá. Um minuto depois, Müller desperdiçou boa chance dentro da área depois de jogada coletiva bem trabalhada pelo ataque do Bayern, que tocou com facilidade na área adversária.

Na segunda etapa, Goretzka, de novo, foi o primeiro a levar perigo, com cabeçada forte de curta distância, mas José Sá defendeu. A insistência do Bayern só foi dar resultado aos 24 do segundo tempo. Kingsley Coman fez boa jogada pela direita, cruzou, e Lewandowski apareceu na primeira trave para, com o lado de fora do pé, completar pelo alto e fazer 1 a 0.

Como em toda a partida, o Bayern seguiu apostando em seu jogo pelas pontas. Desta vez, o perigo no ataque nasceu com Gnabry, que, pela esquerda, trabalhou bem com a bola e cruzou rasteiro. A bola atravessou toda a extensão da área, e Coman quase a alcançou na segunda trave, de carrinho, mas não chegou perto o bastante para completar para gol.

Classificações Sofascore Resultados

O francês, no entanto, seria mais uma vez decisivo. Já aos 44 do segundo tempo, o ponta roubou a bola no campo de defesa do Bayern e arrancou em velocidade, pegando a defesa grega desprevenida no contra-ataque. Coman soltou a bola para a esquerda, o cruzamento veio, e um defensor do Olympiacos impediu que ela chegasse até Lewandowski. Porém, Perisic, que acabara de entrar, pegou a sobra para completar e fechar o placar.

O volume de chances do Bayern foi muito positivo, e, no fim das contas, a classificação antecipada, com quatro vitórias em quatro jogos, é um respiro importante para o time, que ainda busca substituto definitivo para Kovac. Ainda assim, a falta de desafio mostrada pelo Olympiacos impede uma projeção melhor de como pode ser o resto da temporada dos bávaros. A sorte de qualquer treinador que chegar é que o material humano no elenco é repleto.