Um dos motivos da boa fase do Wolfsburg é o atacante Bas Dost. O camisa 12 começou 2015 com tudo e marcou 11 gols nos seis primeiros jogos dos Lobos no ano – com um total de 13 gols na temporada. Com 815 minutos disputados na Bundesliga, ele estabeleceu a melhor média de gols por minuto da liga: um gol a cada 63 minutos. Se mantiver essa média, será um recorde.

LEIA TAMBÉM: Renegado no Chelsea, De Bruyne virou um dos maiores armadores do mundo no Wolfsburg

A melhor marca da Bundesliga foi estabelecida por Claudio Pizarro, pelo Bayern de Munique, na temporada passada. Reserva do time, ele fez 10 gols em 684 minutos – média de um gol a cada 68 minutos. No fim de semana, Bas Dost marcou dois gols em mais uma vitória emocionante do Wolfsburg, os 5 a 3 sobre o Werder Bremen. O time ainda está longe do Bayern de Munique, que tem oito pontos de vantagem, mas o time de Dost está bem estabelecido como o segundo colocado, que dá vaga à fase de grupos da Champions League.

“Nós ficamos atrás no placar duas vezes no primeiro tempo e então tomamos o terceiro gol. É irritante”, disse Dost em entrevista à Wolfe TV, canal do clube alemão. “E eu não marquei no primeiro tempo, apesar de ter tido uma pequena chance. Isso também me irritou. Mas eu nunca perdi a fé e por sorte eu consegui marcar duas vezes depois do intervalo”, contou ainda o atacante.

Curioso que Dost começou a temporada encostado. Seu primeiro gol na Bundesliga nesta temporada veio só em dezembro, na vitória por 3 a 1 sobre o Hannover 96. Antes desse jogo, ele só tinha disputado outras duas partidas. O Wolfsburg espera que a boa fase de Dost continue não só na Bundesliga, mas também na Liga Europa, onde o time enfrentará a Internazionale nas oitavas de final. É uma chance de título, e internacional. Isso além de manter a boa campanha no Alemão para voltar à Champions League.

Com 11 jogos de invencibilidade na Bundesliga, o Wolfsburg parece o único candidato a fazer cócegas ao Bayern. Mesmo assim, não parece que haverá como tirar os bávaros do caminho do título. Ao menos o Wolfsburg pode voltar a brigar pelas primeiras posições, o que não aconteceu na temporada passada.