O burburinho dos últimos dias sobre a continuidade de Messi no Barcelona levou o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, a falar publicamente sobre a renovação com o craque. Bartomeu é direto: o Barça tem a “obrigação” de renovar o contrato do “melhor jogador da história”.

A temporada de bastidores agitados foi reforçada por rumores recentes de que Messi estaria “farto” de virar bode expiatório por problemas de vestiário e decepcionado com a falta de um projeto vencedor no clube. Bartomeu nega as informações, veiculadas pela rádio Cadena SER, e reitera o desejo do craque de encerrar sua carreira no Barcelona.

“Não tenho dúvidas de que o Messi irá se aposentar no Barça. Ele tem contrato até 2021, e nós temos a obrigação de renová-lo. Ele é o melhor jogador da história, e nós queremos que ele continue aqui. Falei com ele no sábado (4)”, garantiu o presidente blaugrana.

“Não darei os detalhes sobre as negociações, mas ele já disse várias vezes que deseja terminar sua carreira no Barça. Atualmente, estamos concentrados na competição, e há negociações com vários jogadores. O Messi quer continuar no Barça e terminar sua carreira aqui. Ele ainda tem muitos anos (como jogador), e vamos aproveitar isso por muito mais tempo.”

Bartomeu tratou também de expressar publicamente seu apoio ao técnico Quique Setién, contratado no início do ano e desde então alvo de críticas por parte de imprensa e torcedores. O presidente afirmou que o treinador irá continuar no comando na próxima temporada.

“Estou muito contente com a evolução que mostramos. Nos últimos jogos, vi uma melhora clara e espero que continue assim. Se não ganharmos o campeonato, restará a Liga dos Campeões depois.”

Para Bartomeu, conta muito a favor do treinador o seu encaixe com a cultura do Barcelona. “O Setién é um defensor sólido do modelo do Barça e tem um DNA que se encaixa com o do clube. Ele trouxe um novo ar e novas ideias e trabalha duro. O Xavi é um grande treinador que, tenho certeza, um dia virá ao clube.”

Por mais difícil que seja imaginar Messi em qualquer clube que não o Barcelona, o que não faltarão são pretendentes pelo futebol do argentino. O jogador já sabia disso. Agora, tem a seu favor a declaração do presidente de que é “obrigação do clube” renovar seu vínculo. Se isso não é ter o poder nas negociações, não sei o que é.