Lionel Messi não poderá mesmo atuar pelo Barcelona no campeonato espanhol A decisão foi confirmada por uma comissão da Liga de Futebol Profissional (LFP). A federação espanhola e a Associação de Futebolistas Estrangeiros (AFE) tentavam modificar o regulamento sobre a presença dos chamados assimilados nos clubes espanhóis.

O Barcelona esperava enquadrar o argentino na figura de jogador assimilado e, assim, escalá-lo nos jogos do Espanhol. Porém, a LFP descartou a mudança para a atual temporada. Com isso, Messi é considerado um jogador estrangeiro. Como o Barça já possui o limite de três atletas, o argentino fica de fora, a não ser que consiga um passaporte extra-comunitário ou que o clube o troque por dos jogadores que ocupa alguma dessas vagas (Ronaldinho Gaúcho, Eto’o e Rafa Márquez).

Porém, para a próxima temporada, a LFP mostrou-se favorável a modificações nas regras. O número máximo de estrangeiros por clube subiria para cinco, enquanto não haveria limites para a presença dos assimilados. Para se encaixar nesta última categoria, o jogador deve ter jogado na Espanha durante cinco anos consecutivos ou dez de forma alternada, sem limite de idade. Messi, de 18 anos, está no clube desde os 13.

Em julho, a federação espanhola havia aprovado a inscrição de um assimilado por cada equipe. Porém, a proposta foi recusada pelo Conselho Superior de Esportes, pois, segundo o órgão, ela seria uma mudança implícita do número de estrangeiros.

Com o impasse, a medida precisava ser aprovada por uma comissão formada pela LFP, federação espanhola e sindicato de jogadores. Os catalães estão liberados para jogar com Messi na Liga dos Campeões.


Os comentários estão desativados.