Ninguém sequer especulava a saída de Lionel Messi do Barcelona, mas o clube renovou o contrato do argentino por mais seis anos. Agora, o vínculo do camisa 10 do time e melhor jogador do mundo vai até 2018. De quebra, os catalães anunciaram as renovações de Carles Pyuol e Xavi Hernández.

Messi, aos 25 anos, é titular do clube desde a temporada 2005/06, quando formava um ataque mortal com Ronaldinho e Samuel Eto’o. Estreou pelos profissionais em 16 de outubro de 2004 e desde então fez 287 gols em 354 partidas oficiais. Tornou-se o protagonista de um time que conquistou quase todas as taças que disputou. Messi tornou-se o melhor do mundo pela Fifa em 2009 e repetiu o feito em 2010 e 2011. Messi alcançou, aos 25 anos, o que poucos jogadores na história conseguiram em toda carreira. E com contrato até 2018, tem espaço para muito mais.

Zagueiro e capitão do time, Puyol renovou seu contrato até 2016. Com 34 anos, o jogador continua sendo importante no clube, especialmente porque o Barcelona não tem contratado zagueiro (o trauma com Dmytro Chygrynskiy parece ter sido muito grande) e dá pouco espaço para os zagueiros da base. Então, Puyol é fundamental tecnicamente e também pela sua liderança.

Já Xavi, de 32 anos, estreou como profissional em 1998, na Supercopa da Espanha, e desde então ganhou muito espaço no time. Virou um jogador chave do clube e da seleção espanhola, participando tanto das conquistas históricas do time catalão quanto do crescimento da seleção espanhola.

Se Puyol e Xavi irão chegar a 2016, quando terão 38 e 36 anos, é impossível saber, mas o clube mostra comprometimento com duas das suas maiores estrelas. E ambos podem ser importantes no processo de transição para uma nova geração de jogadores. Talvez não sejam do mesmo nível que os antecessores, o que tornaria a experiência dos dois ícones ainda mais importante.