Michael Ballack criticou Philipp Lahm pelo fato do jogador do Bayern Munique ter dito publicamente que tem a intenção de ficar com a braçadeira de capitão da seleção alemã.

“É uma questão de respeito com o capitão”, afirmou Ballack ao Express. “Tenho uma opinião sobre isso: focar a atenção publicamente nesse tema foi um erro. Se ele tivesse vindo falar comigo, eu teria tido uma impressão diferente.”

Lahm assumiu a braçadeira de capitão na Copa do Mundo da África do Sul. Ballack, que era até então o capitão do time, se contundiu às vésperas do Mundial e não disputou a competição.

Michael Ballack, que se recupera de fratura na tíbia, afirmou ainda que espera ser convocado por Joachim Löw. “Eu provarei para mim mesmo de novo, mas sinto que, aos 34 anos de idade, será mais difícil voltar ao nível de jogar no topo novamente. Esse é o grande desafio. Eu também tenho um compromisso com o meu clube, o Bayer Leverkusen, e os fãs esperam muito de mim.”