O Tottenham pode não ter começado a temporada como desejava. Primeiro a equipe perdeu por 3 a 0 para o Manchester United e, em seguida, foi goleada em casa pelo City por 5 a 1. Mas os Spurs já se recuperaram e bateram o Wolverhampton por 2 a 0 e Liverpool por 4 a 0. Para falar sobre essa reação, a Trivela conversou com Gareth Bale, um dos destaques dos Spurs.

“É sempre importante conquistar a primeira vitória em casa e conseguimos isso no domingo, contra o Liverpool. A atuação em casa é essencial por toda a temporada e, se vencermos a maioria dos nossos jogos no White Hart Lane, com certeza, estaremos na briga pelo campeonato. Não temos dúvidas sobre as nossas habilidades”, afirmou o meio-campista galês.

Bale, eleito o melhor jogador da última Premier League pela PFA (Associação dos Atletas Profissionais), falou também sobre os dois jogos contra a Internazionale no ano passado pela fase de grupos da Liga dos Campeões, que fizeram com que ele ganhasse ainda mais fama internacional por conta das boas atuações em ambas as partidas. No primeiro jogo em Milão, os nerazzurri jogavam com um jogador a mais, já que Gomes tinha sido expulso com menos dez minutos do primeiro tempo, e venciam por 4 a 0. Mas Bale fez três gols e o placar final foi apertado: 4 a 3 para os italianos. Em White Hart Lane, novamente o galês se destacou e deu duas assistências na vitória do time de Londres por 3 a 1.

Além disso, o jogador também falou sobre a possibilidade de haver uma seleção de futebol do Reino Unido nos próximos Jogos Olímpicos, na capital inglesa. Confira a entrevista.

Em que você acha que o Tottenham deveria melhorar para lutar pelo título da Premier League?
É sempre importante conquistar a primeira vitória em casa e conseguimos isso no domingo, contra o Liverpool. A atuação em casa é essencial por toda a temporada e, se vencermos a maioria dos nossos jogos no White Hart Lane, com certeza estaremos na briga pelo campeonato. Não temos dúvidas sobre as nossas habilidades. Mostramos isso, mesmo quando o Liverpool estava com 11 jogadores. Atacamos e criamos muitas chances. Fizemos isso contra os Wolves na semana retrasada e, mais discretamente, contra o Manchester United e City. Sabemos que não será fácil e que será uma longa jornada, mas estamos preparados. Acho que o treinador e o proprietário sabem o querem que o clube faça. Eles estão nos levando à direção certa. Fizeram duas ótimas contratações  [Emmanuel Adebayor e Scott Parker] e mantiveram [Luka] Modric. Então estamos almejando conquistas e, por isso, queremos que os nossos melhores jogadores continuem.

Em relação às especulações sobre a sua transferência, você recebeu uma proposta oficial? Gostaria de jogar em uma outra liga?
Nunca pensei em deixar o Tottenham no verão. Acabei de assinar um novo contrato. Estou gostando do meu futebol e jogando bem aqui. Ainda sou jovem e o mais importante para mim é jogar toda semana. Estou em uma idade que posso continuar melhorando.

Quais são as principais expectativas da seleção galesa para os próximos anos? A Copa do Mundo de 2014 é algo possível?
A recente vitória contra Montenegro mostrou o potencial deste elenco. O time está ficando mais forte e temos um time ainda melhor agora. Esperamos, com certeza, um futuro brilhante. Estamos trabalhando duro desde que o novo treinador [Gary Speed] chegou. Nos adaptamos a um novo esquema, que está funcionando finalmente. Vencer Montenegro mostrou o quanto melhoramos. Controlamos o jogo contra um bom time, que não estava entre os 20 melhores do mundo à toa. Temos uma nova forma de jogar e é importante termos o nosso próprio futebol.

Montenegro estava em 19º lugar no ranking da Fifa quando enfrentou País de Gales no dia 2 de setembro, pelas eliminatórias da Eurocopa. Os britânicos venceram por 2 a 1, com gols de Aaron Ramsey e Steve Morison.

Acha que haverá uma seleção do Reino Unido nas Olimpíadas?
Espero que sim. Você olha para o time de rúgbi e vê que os Leões Britânicos conseguem lidar com isso e manter as suas próprias identidades. Não vejo nenhum motivo pelo qual isso também não possa ser aplicado no futebol e nas Olimpíadas.

Aqui no Brasil, o jogo entre Tottenham e Internazionale pela Liga dos Campeões, em Milão, quando você marcou três gols, é lembrado pelo seu confronto com o lateral brasileiro Maicon. Foi o melhor jogo da sua carreira?
Esse foi, provavelmente, o melhor da última temporada de uma perspectiva pessoal. Nunca tinha feito um hat trick antes e fazer isso contra os campeões europeus foi tão bom quanto o jogo em casa contra a Inter. Foi um grande desempenho do time e, claro, vencer eles foi incrível para todos nós porque não acho que muitas pessoas esperavam que a gente ganhasse.

FICHA

Nome: Gareth Frank Bale
Nascimento: 16/jul/1989, em Cardiff (País de Gales)
Clubes: Southampton (2006 a 2007) e Tottenham (desde 2007)