Era fim de semana de final da Liga dos Campeões entre Borussia Dortmund e Bayern. Como se não bastasse as atenções do mundo todo em torno do evento, também teríamos a final da Copa da Itália entre Roma e Lazio.

Dois dias repletos de tensão para os envolvidos e como chave de ouro para encerrar, a decisão do Campeonato mexicano entre América e Cruz Azul, uma virada alucinante por parte dos Águias e uma sequência de pênaltis para ninguém botar defeito.

É melhor nem resumir muito antes do post. Com vocês, o Balanço do fim de semana.

O jogão

Borussia Dortmund 1×2 Bayern Munique
Veja o relato
Foi uma final incrível de Liga dos Campeões. Dois inimigos íntimos na Alemanha fizeram um jogo aberto e franco pela taça europeia e não decepcionaram quem esperava uma postura ofensiva e alto nível técnico. O Bayern tinha muito mais a perder e aguentou a pressão durante o primeiro tempo até que teve sua vez de agredir o Dortmund. Quando teve a bola, a equipe bávara levou mais perigo e com justiça foi campeã europeia. Graças a Robben, que poderia ter sido o vilão, mas se redimiu e marcou o gol do título.

A surpresa

Rostov 3×0 CSKA Moscou
O campeão russo apanhou feio na última rodada. Perdendo de 3 a 0 para o Rostov, que disputará playoffs para se manter na primeira divisão, o CSKA Moscou se despediu com a faixa carimbada dessa edição. No fim, a diferença de pontos para o Zenit, vice campeão, foi de apenas dois. Já pensou?

A virada

América 2×1 Cruz Azul (3 a 1 nos pênaltis)
Leia o relato

Ah, esse foi o grande jogo do fim de semana. O Cruz Azul saiu na frente e aumentou a vantagem no agregado. Vencendo o primeiro jogo, os blanquiazules venciam por 1 a 0 no Azteca até os 44 do segundo tempo. Foi aí que o América fez o milagre, o improvável, o inesquecível e o épico: virou o jogo com o gol de um goleiro que quase perdeu a vida no ano passado em um acidente de carro. E tem gente que não gosta de futebol…

O vexame

Benfica 1×2 Vitória de Guimarães
Leia o relato
Não está fácil mesmo é ser torcedor do Benfica. Pela terceira semana seguida, os Encarnados perderam um título pelo placar de 2 a 1. E a segunda delas de virada. Os lisboetas fizeram o primeiro gol com Gaitán e levaram a virada faltando 15 minutos para o fim, obra de Soudani e Ricardo Pereira. Será que dão troféu para uma equipe que é tri-vice na temporada?

A goleada

Standard Liége 7×0 Gent
Valia vaga na Liga Europa. Pelo Belgão, Standard Liége e Gent se estapeavam para definir quem é que pegava o último ticket para a competição europeia. E o pessoal de Liége fez bonito, atropelando por 7 a 0 e assegurando com pompas a presença no torneio. Anotaram a placa?

A lambança

HJK Helsinki 2×0 Rovaniemi
Leia o relato
Imagine só que você está fazendo uma jogada de efeito no ataque, marca o gol mas ele é anulado em virtude de uma invasão de campo. Os atletas do HJK venceram por 2 a 0 e viram o capitão Lindström dar um tackle de futebol americano no fanfarrão. Melhor vídeo, melhor reação.

O craque
Robben comemora título do Bayern de Munique (Crédito: AP Photo/Matt Dunham)
Robben comemora título do Bayern de Munique (Crédito: AP Photo/Matt Dunham)

Arjen Robben

O carequinha perdeu dois gols na primeira etapa, foi para o intervalo e botou a cabeça no lugar. Robben trazia consigo o fantasma de 2012, quando ficou como vilão do Bayern derrotado em casa pelo Chelsea. Não havia espaço para mais uma frustração. Robben deu uma assistência e marcou o gol do título aos 44 do segundo tempo. E com justiça chorou em campo.

O brasileiro

Hernanes Lazio

Hernanes

Roma 0x1 Lazio
A Lazio ergueu a taça da Copa da Itália contra seu maior rival. Era a primeira final disputada por Lazio e Roma e os biancocelesti venceram por 1 a 0, gol de Lulic. Também foi o primeiro título no clube de Hernanes, que está desde 2010 na equipe romana. De quebra, conquistaram a vaga na Liga Europa após uma Serie A frustrante.

O golaço

L.A Galaxy 4×0 Seattle Sounders
LEIA MAIS: Mais uma grande vitória na carreira de Robbie Rogers

O golaço deste fim de semana não foi bem um lance plástico, uma bicicleta, um voleio ou um chutaço de fora da área. Foi a reestreia de Robbie Rogers no futebol profissional, dois meses após declarar aposentadoria e se anunciar como homossexual. Com a coragem e o apoio do Los Angeles Galaxy, Rogers voltou ao esporte e foi aplaudido de pé pela torcida do Galaxy. Agora não há mais dúvidas de que ele pode sim dar sequência ao seu trabalho e não ter tido a idiotice humana como obstáculo nessa caminhada.