Quem diria que o Arsenal se daria tão bem na Premier League 2013/14? De uma temporada em que pareciam fadados ao fracasso, os Gunners vão se encaminhando como favoritos ao título que não vem há quase uma década. Graças à vitória sobre o Liverpool, outra grata surpresa deste final de 2013, o time de Arsène Wenger foi o destaque da rodada do final de semana. Três dias intensos de futebol, que ainda contaram com a noite de gala de Robert Lewandowski, a boa vitória do Lille, as confusões no clássico sérvio e o fim do recorde da Roma. Confira:

 

O jogão

Arsenal 2×0 Liverpool

A partida no Emirates prometia mais do que realmente aconteceu. Quem via as atuações de Arsenal e Liverpool nas rodadas anteriores da Premier League esperava um confronto equilibrado. Mas o jogo acabou sendo mesmo de um time só. Os Gunners tiveram uma atuação irrepreensível, mal deixando os Reds jogarem. Com o domínio do começo ao fim, a vitória por 2 a 0 ficou de bom tamanho por tudo o que os londrinos produziram – e não deixaram os adversários produzirem. Aaron Ramsey, com um golaço, novamente brilhou. No entanto, o nome da partida foi Santi Cazorla, autor do primeiro tempo e fundamental para a produtividade do ataque montado por Arsène Wenger.

A surpresa

Lille 2×0 Monaco

Lille

Para quem esperava um duopólio de Paris Saint-Germain e Monaco na França, aí está a surpresa. O Lille segue apostando em contratações baratas e na prata da casa, o que vem dando resultado há algum tempo. E, graças à vitória sobre os monegascos neste domingo, os Dogues se intrometeram entre os milionários da Ligue 1, assumindo a vice-liderança. O triunfo por 2 a 0 no Grand Stade Lille Métropole contou com atuação fundamental de Nolan Roux, autor dos dois gols do time. Porém, a defesa do Lille também tem seus méritos, ao forçar uma partida em branco de Radamel Falcao García e companhia pela primeira vez desde agosto no Francesão.

A decepção

Milan 0x2 Fiorentina

Mais uma rodada em que a torcida do Milan só tem a lamentar na Serie A. Desta vez, os rossoneri foram testemunhas oculares do fracasso do time, batido pela Fiorentina por 2 a 0 dentro de San Siro. Kaká desta vez não foi bem e pouco fez para evitar a derrota do time de Massimiliano Allegri, com gols de Juan Manuel Vargas e Borja Valero. Com apenas uma vitória nos últimos sete jogos, o Milan é o 11º colocado, em uma posição bastante enganosa: já são 16 pontos de distância para a zona de classificação da Liga dos Campeões e somente três acima da zona de rebaixamento.

A zebra

Eintracht Braunschweig 1×0 Bayer Leverkusen

De volta à Bundesliga nesta temporada, o Eintracht Braunschweig é candidato fortíssimo ao rebaixamento na competição. Porém, se não terão vida longa na elite, os auriazuis prometem ao menos prejudicar a vida de quem sonha com o topo da tabela. O time já tinha batido o Wolfsburg, enquanto vendeu caro as derrotas para Borussia Dortmund e Schalke 04. Desta vez, a vítima foi o Bayer Leverkusen, que mantinha o ritmo dos líderes, mas acabou derrotado por 1 a 0. Não foi o suficiente para tirar o Braunschweig da lanterna, embora já possa render o apelido de “Moleque Travesso”.

A confusão

Estrela Vermelha 1×0 Partizan

Pelo histórico de confrontos, era natural que alguma confusão acontecesse no Dérbi Eterno. Ainda assim, as cenas que se viram no Estádio Marakana foram impressionantes: diversas fogueiras foram feitas no meio da torcida do Partizan. Nem os jatos d’água dos bombeiros fez com que os visitantes se contivessem. E, como se não bastasse, ultras dos dois times arremessaram sinalizadores uns contra os outros durante o jogo. Ah, sim, também houve um jogo de futebol. Vitória por 1 a 0 do Estrela Vermelha, que está um ponto atrás do Partizan e tenta barrar o heptacampeonato nacional dos rivais.

A goleada

Manchester City 7×0 Norwich

É difícil encontrar outra equipe no planeta com tanto potencial ofensivo quanto o Manchester City. Os titulares podem ser substituídos que a linha de frente dos Citizens continua forte. E esse potencial é aumentado ainda mais pelo estilo que o técnico Manuel Pellegrini tem imprimido na equipe, com dois volantes bastantes soltos. Resultado: uma goleada impiedosa sobre o Norwich no Estádio Etihad, 7 a 0. E o mais interessante é que cada um dos tentos foi anotado por um jogador diferente, enquanto outros dois ainda ajudaram com assistências. Ainda assim, ninguém se destacou mais do que Sergio Agüero, que deu dois passes para gol, balançou as redes uma vez e é o artilheiro da PL, ao lado de Daniel Sturridge.

O cara

Robert Lewandowski

Lewandowski

A torcida do Borussia Dortmund já está conformada em perder Robert Lewandowski. O centroavante já afirmou que não vai renovar seu contrato e o único golpe que os aurinegros esperam é que ele não vá para o Bayern de Munique. Enquanto o artilheiro permanece no Signal Iduna Park, porém, o casamento continua às mil maravilhas. Nesta sexta, o polonês balançou as redes três vezes na goleada por 6 a 1 sobre o Stuttgart, de virada, que ainda contou com boa atuação de Marco Reus. São nove gols em 11 partidas, que deram a Lewandowski o posto de goleador do Campeonato Alemão.

O brasileiro

Rômulo

O Verona já se firmou como grande sensação da Serie A. Os Mastini aparecem na quinta colocação e já abriram sete pontos em relação à Lazio, sétima colocada. Um desempenho excelente que deve muito aos brasileiros. O meia Jorginho e o goleiro Rafael são os nomes mais tarimbados dos gialloblù, mas Rômulo também vem chegando ao nível de idolatria de seus companheiros. Ex-jogador do Cruzeiro e do Atlético Paranaense, o volante foi trazido da Fiorentina no início da temporada e está jogando o fino. Neste domingo, foram suas assistências, para Luca Toni e Bosko Jankovic, ajudando na vitória por 2 a 1 sobre o Cagliari. Tanto sucesso que Rômulo já começa a ser cogitado para a seleção italiana.

O garçom

Gareth Bale

Bale

Bastou um clássico apagadíssimo para que Gareth Bale deslanchasse no Real Madrid. O galês parece ter aprendido com as críticas, assim como Carlo Ancelotti percebeu que escalá-lo como centroavante não é a melhor opção. Aberto pela direita, o camisa 11 foi o destaque na vitória do Real Madrid sobre o Rayo Vallecano por 3 a 2. Foram duas assistências de Bale, para Karim Benzema e Cristiano Ronaldo. A segunda, depois de um belo drible sobre Anaitz Arbilla, que foi substituído minutos depois e deixou o campo em prantos.

A lei do ex

Alessio Cerci

Onze rodadas depois, a Roma perdeu os 100% de aproveitamento na Serie A. Os giallorossi sabiam que a vida seria difícil contra o Torino. E, depois que Kevin Strootman abriu o placar em Turim, preponderou a ‘lei do ex’. Alessio Cerci foi formado pelas categorias de base romanistas e encerrou a sequência do ex-clube ao aproveitar um erro da defesa para decretar o empate. Ao menos o tropeço não atrapalhou tanto assim a vida da Roma, que segue líder do campeonato, três pontos à frente de Juventus e Napoli.

O golaço

Carlos Marchena

Você pode não se lembrar, mas Carlos Marchena era um dos esteios da Espanha campeã da Eurocopa em 2008. O veterano já não passa por seus momentos mais gloriosos, vividos no Valencia, embora ainda continue sendo um jogador importante em um clube espanhol de respeito. O zagueiro é um dos líderes do Deportivo de La Coruña, que tenta retornar à primeira divisão de La Liga. E assinou uma pintura na vitória por 2 a 0 sobre o Real Madrid B. Uma bicicleta da entrada da área para ninguém botar defeito.

A lambança

Artur Boruc

Asmir Begovic pode se considerar um goleiro de sorte. Foram apenas 17 segundos para que o arqueiro do Stoke City abrisse o placar contra o Southampton, graças a um chutão do campo de sua própria área. Não valeu a vitória, mas o empate por 1 a 1 contra uma das equipes em ascensão na Premier League já pode ser considerado um bom resultado. Ainda que o vento tenha ajudado a façanha, todavia, boa parte da culpa também vai para Artur Boruc. O tarimbado goleiro cometeu uma besteira enorme, mesmo sendo um dos líderes da defesa menos vazada da Inglaterra.