O campeão baiano estreou no Campeonato Brasileiro com uma vitória contundente para comemorar. O Bahia recebeu o Corinthians na Fonte Nova, em Salvador, e venceu por 3 a 2 em um jogo bem movimentado e com golaços. Os baianos fizeram um grande segundo tempo, conseguiram os gols que precisavam depois de sair atrás no placar e terminar a primeira rodada com três pontos conquistados diante de um adversário forte.

O Bahia contou com uma grande atuação do atacante Artur, que pertence ao Palmeiras e está emprestado ao clube. Ele marcou um gol, além de ter participado bem das jogadas de ataque. A escalação titular contou ainda com Moisés, lateral esquerdo que veio justamente do Corinthians, onde não conseguiu se firmar. Entre os destaques, Eric Ramires, o camisa 10 do tricolor baiano, que tem apenas 18 anos e foi um dos destaques do time na temporada passada.

Por sua vez, o Corinthians, campeão paulista, manteve o centroavante Mauro Boselli, já que Gustavo segue machucado, além de Ramiro no meio-campo, ainda substituindo Júnior Urso. Pelos lados o do campo, Pedrinho e Clayson, enquanto Junior Sornoza recompunha como meia. Ralf ficou à frente da defesa, fazendo a proteção. Na defesa, Pedro Henrique continuou no lugar de Henrique, machucado. Formou dupla com Manoel. Na lateral esquerda, Carlos Augusto foi titular, com Danilo Avelar machucado.

O Corinthians foi quem abriu o placar, ainda no primeiro tempo. Pedrinho recebeu na direita de Ramiro, puxou pelo meio e chutou no canto, preciso, para marcar 1 a 0, aos 46 minutos. Antes do intervalo, o Bahia empatou. Nino Paraíba cruzou e Arthur Caike marcou, de cabeça, empatando o jogo em 1 a 1, aos 48.

No segundo tempo, os dois técnicos fizeram alterações. Carille tirou Pedrinho e colocou Vagner Love. Roger Machado tirou Arthur Caike e colocou Rogério. Gilberto, que tinha entrado ainda no primeiro tempo no lugar de Fernandão, machucado, fez a jogada pela esquerda e cruzou rasteiro. Artur chegou rasgando para completar de primeira e virar o jogo para o Bahia, aos 31 minutos.

A entrada de Rogério melhorou o jogo e foi o próprio Rogério que marcaria o terceiro gol. Matheus Vital já tinha entrado no lugar de Ramiro e o Corinthians pressionava no campo de ataque e em um contra-ataque, o terceiro gol saiu. Ramiro pegou a bola depois de um escanteio, avançou e lançou para Rogério. A bola foi na direção de Ralf, que tentou cortar e errou. Rogério recebeu e, com Cássio saindo do gol, tocou com categoria por cima de Cássio. Um golaço: 3 a 1.

Já nos acréscimos, o Corinthians conseguiu diminuir com o jogador que mais se destacou ao longo do Campeonato Paulista, ao menos entre os jogadores de linha: Clayson recebeu do lado esquerdo e tocou, com classe, no ângulo. Um belo gol do camisa 25, mas era tarde para uma reação, porque o relógio já marcava 49 minutos.

O Bahia mostra suas credenciais de um time que é bom, teve altos e baixos ao longo dos primeiros meses do ano, trocou de técnico e parece ter um caminho a seguir. O time tem bons jogadores que permitem que o Bahia sonhe além de brigar apenas para não cair.

Já o Corinthians mostrou problemas no seu jogo, especialmente com a saída de Pedrinho. O jogador que é escalado normalmente como um ponta direita mostrou qualidades para ser um armador mais perigoso que Sornoza, que mais uma vez conseguiu fazer pouco. Clayson, novamente, foi bem. Ele e Pedrinho são os destaques do time, que precisará ser melhorado para os próximos jogos.