Já se sabe que um dos semifinalistas da Copa Sul-Americana será brasileiro. Atlético Paranaense e Bahia se cruzarão na sequência da competição: dois times interessantes e que avançaram às quartas de final em cenários bem distintos. Enquanto o Furacão apenas cumpriu o protocolo na Arena da Baixada, superando o Caracas por 2 a 1, o Tricolor de Aço sobreviveu a um jogo emocionante contra o Botafogo, buscando a classificação nos pênaltis. O espírito é diferente por aquilo que se viveu, mas o cenário permanece aberto. E guardará um grande momento a quem passar, com uma campanha além das fronteiras já exibindo contornos históricos.

O sossego do Atlético Paranaense havia sido construído na Venezuela, quando os rubro-negros bateram o Caracas por 2 a 0. Assim, o caminho ficou aberto em Curitiba. Durante o primeiro tempo, o Furacão logo impôs sua pressão e criou várias chances, abrindo o placar com Marcelo Cirino. Já no segundo tempo, Garcés até chegou a empatar aos visitantes, mas uma pancada de Renan Lodi determinou o triunfo dos paranaenses por 2 a 1. Destaque ao trabalho do técnico Tiago Nunes, que recuperou a equipe após a passagem desastrosa de Fernando Diniz. São nove vitórias consecutivas na Arena da Baixada, onde o novo comandante ainda não foi derrotado.

O placar de 2 a 1 se repetiu no Estádio Nilton Santos, em noite de linda festa da torcida alvinegra. Enquanto o Bahia venceu por esta contagem na Fonte Nova, o Botafogo reverteria desta vez, apimentando os 180 minutos disputados entre as equipes. Se já tinham merecido sorte melhor em Salvador, os botafoguenses começaram dominando. Pressionaram desde o início e abriram o placar com Rodrigo Pimpão. Edigar Junio empatou logo depois, mas, antes do intervalo, Luiz Fernando recolocou os cariocas à frente. Já na segunda etapa, prevaleceu o equilíbrio, com os baianos jogando de igual e criando suas chances. Os goleiros Saulo e Douglas Friedrich mantiveram o marcador inalterado, culminando na decisão por pênaltis.

Na marca da cal, impressionou a qualidade das cobranças. Vários jogadores chutaram forte e no canto, impossibilitando aos goleiros mesmo quando estes acertavam o lado. Na terceira série, Marcinho carimbou a trave para o Botafogo, mas Saulo compensou ao voar no canto e desviar com a ponta dos dedos o arremate de Jackson. A disputa seguiu empatada e só foi decidida nas primeiras alternadas. Moisés destoou e chutou muito mal, para boa defesa de Douglas. Logo depois, Douglas confirmou a classificação ao Bahia.

A situação de Bahia e Atlético Paranaense é parecida no Campeonato Brasileiro. Os dois times tentam se firmar na zona de classificação à próxima Copa Sul-Americana e conquistar a pontuação mínima para evitar o rebaixamento. O momento recente mais consistente garante o Furacão à frente. No torneio continental, de qualquer forma, a postura de ambos deverá ser outra. É a chance de buscar um título e fazer a torcida sonhar com uma conquista que representaria bastante à história do clube. Deverão ser dois bons jogos.

https://www.youtube.com/watch?v=SWSo17uX9Zc

https://www.youtube.com/watch?v=-_weLma1ZbE