O Zenit vencia o Arsenal Tula, nesta sexta-feira, por 2 a 1, quando o treinador Sergei Semak decidiu substituir o atacante iraniano Sardar Azmoun por Alexandr Erokhin. Acontece que Azmoun não parecia muito disposto a sair e precisou que Artem Dyzuba lhe desse um incentivo.

O lance inusitado aconteceu por volta dos 30 minutos do segundo tempo, e Dzyuba não foi muito sutil. Agarrou o companheiro com as duas mãos e o empurrou em direção à saída do gramado. Azmoun ainda deu uma reclamadinha com o árbitro, que provavelmente estava dizendo para ele parar de palhaçada.

A conta Russian Football News escreveu que Dzyuba “não queria que o companheiro entrasse em confusão e lhe deu uma ajuda”, marcando o Twitter em inglês do Zenit, que respondeu: “Dito de forma muito diplomática”.

Dzyuba, autor do primeiro gol da vitória final por 3 a 1, foi eleito o melhor em campo. Não à toa.