Pierre-Emerick Aubameyang é conhecido por ser um jogador veloz desde que surgiu, mas desta vez ele terá que ser rápido de outro jeito. A equipe McLaren anunciou que o jogador do Arsenal será o companheiro de Lando Norris, piloto da equipe na F1, na corrida virtual de Mônaco, que será realizada no próximo domingo. É claro que é um golpe de marketing para divulgar o evento e, bom, podemos dizer que já começou funcionando.

Qualquer pessoa que goste de corridas, especialmente da F1, sonha um dia correr na categoria. Muitos de nós fazemos isso online, nos diversos jogos que existem por aí ao longo da história (eu mesmo me apaixonei por Super Monaco GP e também por Nigel Mansell’s World Championship Race). Aubameyang poderá fazer isso em uma corrida oficial, ainda que virtual, que será feita usando o jogo oficial da F1.

Aubameyang irá correr pela McLaren no Grand Prix de Monaco, realizado neste domingo, dia 24. A categoria tem promovido corridas virtuais com a metade da duração de uma corrida real, como forma de substituir os eventos que foram adiados em razão da pandemia do coronavírus. Este fim de semana era a data planejada para o GP de Mônaco da F1, mas o evento acabou cancelado diante da emergência sanitária que o mundo vive.

Curiosamente, Aubameyang jogou pelo Monaco, por empréstimo, na temporada 2010/11. Na época, ele era vinculado ao Milan, clube pelo qual nunca teve chances de verdade. Sua carreira começou a deslanchar depois que foi para o Saint-Étienne, em 2012. De lá, um ano depois foi para o Borussia Dortmund e, bom, o resto é história.

Se tornou um dos melhores jogadores da liga, artilheiro e destaque. Embora francês de nascimento, de Laval, é filho de gaboneses e, por isso, defende a seleção africana. Em 2018, se transferiu para o Arsenal, seu clube atual. Apesar de alto, com 1,87 metro, é conhecido por ser veloz desde o início da carreira.

Com a participação no GP de Mônaco virtual, ele engrossa a lista de jogadores que já participaram das corridas virtuais, que inclui Sergio Agüero, do Manchester City; Thibaut Courtois, do Real Madrid; e o brasileiro Arthur, do Barcelona.

“Eu tenho tentado, mas é realmente difícil”, afirmou Aubayemang, em um vídeo. “É claro que você escolheu Monaco… Então é um pouco difícil! Eu tento treinar todos os dias. Algumas curvas são realmente difíceis”, continuou o atacante. Aubameyang foi ao GP da Itália em 2019, a convite da McLaren. O GP de Monaco acontece todos os anos no calendário da F1 desde 1955. É um dos mais tradicionais de todo o circuito.

Em meio à pandemia do coronavírus, as corridas virtuais têm sido uma tentativa da F1 e das equipes de tentar movimentar transmissões e patrocinadores. Lando Norris, nesse sentido, tem sido bastante importante, se destacando com as corridas virtuais. O piloto é um dos mais promissores da sua geração. Quem também tem participado dos GPs virtuais é Charles Leclerc, da Ferrari, e que é de Mônaco, Alex Albon, da Red Bull, e George Russel, da Williams, que venceu a última edição, no circuito de Barcelona. Antes, Leclerc tinha vencido as duas corridas anteriores.

O GP virtual de Monaco será disputado no domingo, às 14h, no horário de Brasília. A corrida terá transmissão pelo site da F1 e também no Twitch.

Assista ao GP virtual da Espanha, vencido por George Russell com a Williams. E foi a corrida que teve o brasileiro Arthur correndo pela equipe Haas. No canal da F1 você encontra todas as corridas.