Liverpool e Atlético de Madrid disputaram a última partida com público na Champions League, antes da paralisação forçada pela pandemia. A decisão de manter os portões abertos em Anfield para ocasião, agora, soa bem mais forte como uma inconsequência. A Espanha já vivia uma escalada de casos, com mais de 2 mil infectados e 582 novos testes positivos no dia, enquanto a curva no Reino Unido começava a se inclinar. Ainda assim, mais de 52 mil pessoas estiveram nas arquibancadas para ver a vitória do Atleti por 3 a 2.

Apesar dos riscos, a partida manteve o acesso livre aos torcedores visitantes – inclusive com marchas coletivas nas ruas. No entanto, parte dos colchoneros que já tinham adquirido os ingressos se recusou a viajar até Liverpool. Segundo informações do jornal AS, publicadas nesta segunda-feira, 290 rojiblancos preferiram não seguir até Anfield por causa da questão sanitária. Assim, o Atlético devolveu o dinheiro dos ingressos a essas pessoas e reembolsou um total de €17 mil. Ainda conforme o periódico, o Liverpool se recusou a fazer a devolução.

Na véspera do jogo em Anfield, o governo da Espanha entrou em contato com o Atlético de Madrid. As autoridades reforçaram as recomendações de evitar deslocamentos e de ter responsabilidade individual com as determinações sanitárias. “Não atender a essa solicitação se considerará uma decisão à margem das evidências científicas aplicáveis para situações como a que sofre Madri, de ‘medidas de contenção reforçada’. Não atender a esta recomendação é considerada uma decisão irresponsável”, frisou o governo. O clube, por sua vez, apontou que “era prudente seguir os conselhos” e se prontificou a realizar a devolução dos valores.

O Atlético de Madrid também devolveu o dinheiro referente aos ingressos avulsos já vendidos aos três próximos jogos de La Liga no Wanda Metropolitano. Os colchoneros reembolsaram cerca de €250 mil, adquiridos através de 4,5 mil entradas. Como não se sabe em que condições essas partidas serão realizadas, se é que realmente acontecerão, o Atleti preferiu restituir tudo. O mesmo ocorreu para o confronto da Champions Feminina, contra o Barcelona.

Quanto aos donos de carnê de temporada, o Atlético de Madrid afirmou que ainda aguarda uma definição sobre a sequência dos campeonatos para adotar o seu procedimento. A possibilidade de encerrar as rodadas restantes de La Liga segue na mesa, embora dificilmente isso ocorrerá com portões abertos. Dirigentes dos clubes na Espanha discutem em conjunto uma medida uniforme a ser adotada no reembolso destes valores.