A Atalanta de Gian Piero Gasperini tem sido uma sensação do futebol italiano, a ponto de conquistar vaga na Champions League, pela sua vocação ao jogo ofensivo. Não abre mão do estilo nem em jogos mais difíceis e foi para cima do Manchester City no começo da partida desta terça-feira, no Etihad Stadium. Conseguiu aproximadamente 20 minutos de equilíbrio e, mais do que isso, saiu à frente. Mas abrir o peito contra um time impiedoso como o atual bicampeão inglês tem riscos. Altos riscos. Uma vez que o City pegou ritmo, virou o jogo e deslanchou para golear, por 5 a 1, com dois gols de Agüero e três de Sterling.

A questão com a Atalanta é consistência e equilíbrio. A solidez defensiva não se equipara à excelência à frente e, com um time de orçamento mais tímido, é difícil manter a intensidade necessária para dominar o jogo, como fez no começo do segundo tempo, a partida inteira. Mas foi possível dividir a posse de bola com o Manchester City nos minutos iniciais e ter a primeira chance clara com uma cabeçada de Timothy Castagne.

Quando os italianos abriram o placar, com Ruslan Malinovsky cobrando pênalti cometido por Fernandinho, o City já havia desperdiçado duas oportunidades boas com Agüero, em um chute de fora da área que passou perto e outro de frente para o gol que o argentino isolou. Atrás no placar, os donos da casa não se desesperaram e conseguiram a virada antes mesmo do intervalo. Sterling fez o cruzamento fechado da esquerda, e Agüero saiu de entre a defesa para desviar. Cinco minutos depois, cobrou pênalti para deixar o City em vantagem.

No segundo tempo, a parada foi resolvida em dez minutos. O terceiro gol do City foi bonito: De Bruyne saiu em contra-ataque pela direita, limpou o marcador com facilidade e passou para Foden. O jovem inglês escorou à esquerda e Sterling encheu o pé para marcar. Sterling fez o quarto com muita facilidade. Grande mérito ao passe de Gündogan que rasgou todo o time da Atalanta e o encontrou dentro da área. Bastou o corte à direita e a finalização para o placar chegar à goleada.

A tripleta foi concretizada depois de Agüero quase fazer uma pintura. Recebeu o passe, dominou elevando a bola, ajeitou de cabeça e bateu antes de ela cair no chão. Na sequência da jogada, Mahrez recebeu pela direita e cruzou fechado para Sterling desviar. Foden, em seu segundo jogo como titular na temporada, levou dois cartões amarelos em sete minutos e foi expulso.

A Atalanta voltou a pressionar na reta final, mas o resultado estava mais do que definido, e os italianos, estreando na Champions League, chegam ao fim da terceira rodada da fase de grupos zerados.

.

.

Classificações Sofascore Resultados

.