O atacante tcheco Josef Sural, de 28 anos, morreu nesta segunda-feira em um acidente de van que transportava sete jogadores do Alanyaspor de um jogo fora de casa contra o Kayserispor, no domingo. Com 20 partidas pela seleção, Sural deixa esposa e dois filhos – um deles recém-nascido, no último mês de fevereiro.

Sural, Steven Caulker, Djalma Campos, Wenderson Baiano, Papiss Cissé, Welinton Souza e Isaac Sackey estavam a 5 kms de Alanya, ao fim de uma viagem de 500 kms, quando o carro saiu da estrada. Os outros seis jogadores, segundo o presidente do Alanyaspor, Hasan Cavusoglu, não estão em condições críticas.

A agência de notícias estatal Anadolu afirmou que o motorista da van foi detido e que foi aberta uma investigação sobre o ocorrido. De acordo com o veículo de imprensa, Cavusoglu afirmou que o motorista dormiu no volante. O segundo motorista também estava adormecido.

A van que carregava os jogadores (Foto: Getty Images)

“Segundo informações que recebi do chefe de polícia, apesar de haver dois motoristas no veículo, ambos estavam dormindo. O acidente ocorreu porque os dois estavam dormindo”, teria dito Cavusoglu, segundo a Anadolu.

De acordo com o Guardian, os sete jogadores decidiram voltar para Alanya de van depois de serem informados que o voo programado estava oito horas atrasado. A Reuters afirmou que outros integrantes do elenco e comissão técnica retornaram com o ônibus do clube ou por conta própria. Sural foi levado ao hospital, mas, com vários ferimentos, morreu de sangramento interno.

Nascido em Hustopece, Sural passou boa parte da sua carreira no Slovan Liberec, antes de acertar com o Slavia Praga. Havia chegado em janeiro ao Alanyaspor, pelo qual atuou apenas 11 vezes, com um gol marcado contra o Kasimpasa, em fevereiro. Pela seleção, sua última partida havia sido em outubro de 2018, contra a Ucrânia.