A Associação Europeia de Judô (EJU) publicou uma foto no Twitter neste domingo criticando a entrada do zagueiro Sergio Ramos, do Real Madrid, sobre o atacante Mohamed Salah, do Liverpool. O lance, que aconteceu na final da Champions League neste sábado, resultou na lesão do jogador egípcio, que teve que deixar o gramado.

LEIA TAMBÉM: Calma nação do Egito: exames indicam recuperação em até três semanas e Salah estará na Copa

Sergio Ramos foi criticado especialmente por prender o braço de Salah e, assim, o egípcio se desequilibrou e caiu batendo forte o ombro esquerdo. Depois de tentar continuar no jogo, o jogador caiu em campo e começou a chorar. Além de ter que deixar o jogo mais importante da temporada pelo Liverpool, pelo qual marcou incríveis 44 gols, ainda havia o termor de perder a Copa do Mundo – a primeira do Egito desde 1990.

No texto colocado no Twitter, a EJU diz que o Waki-gatame é uma técnica perigosa e que, por isso, não é permitida no judô na transição para o neza. E ainda pergunta aos seguidores o que acharam da falta de Sergio Ramos sobre Salah no jogo entre Real Madrid e Liverpool pela Champions League. Mais do que isso, na imagem publicada se lê: “técnica de chave de braço proibida no judô, mas no futebol bom o bastante para ganhar a Champions League”.

A publicação mostra ao menos um pouco de bom humor, diante de tantas críticas que Sergio Ramos recebeu por uma entrada que, aparentemente, foi ao menos muito arriscada para o adversário. Aproveite e responda você também: o que achou da entrada de Sergio Ramos sobre Salah?

LEIA MAIS:
– Wijnaldum: “No intervalo Klopp disse que parecíamos devastados por causa de Salah e que tínhamos que superar”
– A temporada fenomenal de Salah pelo Liverpool terminou da maneira mais cruel: em lágrimas