Ásia/Oceania

Seleção afegã ganha seu 1º título. Justo em um 11 de setembro

O dia 11 de setembro de 2001 mudou profundamente a história do Afeganistão. Se os americanos sofreram com a morte das centenas de vítimas dos atentados terroristas, os afegãos contam até hoje os milhares de mortos da guerra empreendida a partir de então. Doze anos depois, o país asiático continua convivendo com os tiros e as explosões em seu território. No entanto, justamente em uma data tão simbólica, a população ganha uma esperança através do futebol.

No dia 11 de setembro de 2013, a seleção afegã conquistou seu primeiro título internacional. A equipe venceu o Campeonato da Federação de Futebol do Sul da Ásia (SAFF), batendo na decisão a Índia, então dona da taça e algoz na última final. Mustafa Azadzoy e Sandjar Ahmadi foram os heróis da noite em Katmandu, marcando os gols na histórica vitória por 2 a 0. Ao apito final, a comemoração dos afegãos contou com diversas bandeiras do país em campo.

O sucesso da seleção é visto como um ponto de unidade ao Afeganistão, marcado pela divisão étnica. A celebração do título teve erupção nas ruas das principais cidades do país, mesmo com o futebol longe de igualar a preferência pelo críquete como esporte nacional. Em Cabul, vários jovens saíram em carreata para festejar a taça, em uma forte manifestação de nacionalismo. Porém, também foram ouvidos tiros de comemoração na capital.

afghan

“Estou extremamente feliz, muito orgulhoso”, afirmou Waheedullah, torcedor da seleção, em entrevista ao USA Today. “Como posso explicar meus sentimentos? Eu e meus amigos estávamos apenas rezando, rezamos para sermos campeões. É um dos dias mais felizes da minha vida”. Já o goleiro Mansur Faqiryar dedicou o triunfo ao povo: “Estou orgulhoso por todo o meu país, eu congratulo meus queridos conterrâneos”. Uma alegria que foi manifestada até mesmo pelo presidente afegão, Hamid Karzai: “A juventude do Afeganistão mostrou à nossa nação que nossas pessoas têm habilidade para progredir e ter sucesso”.

O futebol é praticado no Afeganistão há 90 anos e a federação foi fundada em 1922. Já a primeira partida da seleção aconteceu 1941 e a equipe nacional chegou a disputar os Jogos Olímpicos de 1948. Entretanto, a invasão soviética nos anos de 1980 e a instauração do regime Talibã na década seguinte minaram o espaço do futebol no país. Somente a partir de 2003 é que o esporte começou a se restabelecer, com a seleção disputando torneios menores na Ásia e as últimas três edições das Eliminatórias da Copa.

O Afeganistão ainda não perdeu uma partida internacional em 2013. Além do título no Campeonato da SAFF, outra vitória bastante comemorada no país aconteceu em agosto, em amistoso contra o Paquistão. Sinais da evolução do futebol, ainda que as perspectivas de classificação a uma Copa do Mundo sejam pequenas. Enquanto os afegãos sonham que a guerra se torne uma realidade cada vez mais distante, o esporte mostra-se pronto para tomar as ruas e ocupar o cotidiano da população.

No vídeo, a festa dos torcedores nas ruas de Cabul:

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo