Ásia/OceaniaColunas

Desconhecido Leonardo Pereira é destaque no campeão Jeonbuk Motors

Vencedor do Campeonato Sul-Coreano pela última vez em 2011, o Jeonbuk Motors dominou a temporada 2014 na liga nacional e acabou levantando sua terceira taça na história (campeão também em 2009). Das 38 rodadas, divididas em duas fases, o Jeonbuk Motors liderou a competição em 23, não saindo do topo a partir da 18ª partida. Faltando ainda uma rodada para o fim da temporada, a ser disputada no próximo dia 30 de novembro, o Jeonbuk Motors soma 80 pontos (24v, 8e, 5d), 15 de vantagem para o Suwon Bluewings. E o grande destaque na campanha do time sul-coreano, com base de atletas locais reforçada por três brasileiros e um australiano, é o atacante pela esquerda Leonardo Pereira.

SOLIDARIEDADE: Rayo Vallecano pagará aluguel vitalício para senhora de 85 anos despejada de casa
CARO: Setor vazio do Mineirão é a falência do modelo de ingressos caros no futebol brasileiro
HISTÓRIA: Marcello Lippi se despede do futebol deixando títulos e uma marca no futebol italiano

É verdade que o atleta não é titular absoluto, tendo participado de 42 jogos na temporada (liga local e Liga dos Campeões da Ásia), 26 como titular. Os seis gols no Campeonato Sul-Coreano 2014 (o quarto na artilharia do time, que teve como líder o veterano sul-coreano Lee Dong-gook 35, com 13 gols) ficaram abaixo do desempenho na temporada anterior, quando Leonardo Pereira marcou sete vezes, mas foi titular em 31 das 37 partidas do Jeonbuk Motors. Porém, se não foi às redes, Leonardo Pereira contribuiu diretamente com os companheiros de equipe. O brasileiro é o líder de assistências na liga sul-coreana, com dez intervenções, principalmente em razão de seu posicionamento em campo, nos flancos.

A assistência mais legal de Leonardo foi numa cobrança de pênalti a lá Johan Cruyff, em que ele rolou a bola para outro brasileiro, Kaio, marcar com tranquilidade e confirmar o título do Jeonbuk Motors. Em três anos na Coreia do Sul, o jogador brasileiro se firma no clube sul-coreano, vivendo momento importante na carreira praticante toda europeia…

Jogador europeu

Nascido em Vila Velha, no Espírito Santo, a carreira de Leonardo se desenvolveu na Europa. Até 2005, aos 19 anos, Leonardo Pereira defendeu a Desportiva Ferroviária, que passava por grave crise financeira e desistiu do Campeonato Capixaba daquele ano, sendo rebaixada para a segunda divisão.

Seu primeiro time na Europa foi o modesto Thrasyvoulos (Grécia), que jogou a elite pela última vez em 2008/09, sendo rebaixado como lanterna ao somar 14 pontos em 30 rodadas. Leonardo Pereira ficou duas temporadas no time e quase viu o Thrasyvoulos subir para a elite em 2005/06 – a equipe perdeu o acesso por um ponto.

A partir de 2007/08, Leonardo passou a jogar a elite grega, com a camisa do Levadiakos, brigando contra o rebaixamento nos dois anos em que defendeu a equipe. Apesar das más campanhas do Levadiakos, Leonardo Pereira chamou a atenção do AEK Athens e defendeu a equipe por três anos, marcando 24 gols em 106 jogos, na época em que o time da capital ainda não havia decretado falência, o que resultou na queda para a terceira divisão.

Com contrato no Jeonbuk Motors até o fim de 2015, Leonardo Pereira vai tentar ajudar o time sul-coreano a recuperar a hegemonia no continente em 2015, na Liga dos Campeões da Ásia. Quem sabe o Jeonbuk Motors não repete o título de 2006 e participa do Mundial de Clubes? Seria o ápice na carreira do jogador brasileiro de 28 anos.

Curtas

– Além de Leonardo Pereira, o Jeonbuk Motors teve o atacante Kaio Felipe, ex-Atlético Paranaense, e o meia Vinicius Reche, cria do Palmeiras. No início da temporada, o time se desfez de Marcos Aurélio, ex-Sport, Internacional e Coritiba, emprestado ao Bahia.

– Os brasileiros fizeram parte da maioria dos times da primeira divisão da Coreia do Sul. Apenas Pohang Steelers, Gyeongnam e Jeju United não tiveram jogadores do Brasil. No total foram 17 atletas (51,5% dos estrangeiros), contra apenas quatro da Austrália. Leonardo Pereira é o mais valorizado: 2,2 milhões de libras.

– Alguns brasileiros que tiveram algum destaque por aqui estão na Coreia do Sul. A eterna promessa Tartá, ex-Fluminense (Ulsan Hyundai) e o atacante Roger, ex-Ponte e São Paulo (Suwon Bluewings) são alguns deles. Há também Leandrinho, aquele ex-São Caetano (Jeonam Dragons), que não deu certo no Cruzeiro.

– A título de curiosidade, o AEK começa muito bem a segunda divisão da Grécia 2014/15. No Grupo Notios, a equipe da capital soma 12 pontos em quatro jogos, ocupando a primeira posição, que levará aos playoffs. Só que a equipe precisa tomar cuidado, pois o quinto colocado, que tem nove pontos, disputará os playoffs de rebaixamento.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo