Ásia/Oceania

Aos 37 anos, Nakamura mostra por que é o rei das cobranças de falta

Shunsuke Nakamura. Você lembra dele, não é? O meio-campista japonês marcou época jogando pelo Celtic, da Escócia. Aos 37 anos, ele continua em atividade no seu país natal. Atuando pelo Yokohama F. Marinos, o meia foi o autor de um golaço de falta aos 49 minutos do segundo tempo que salvou o seu time da derrota para o Gamba Osaka, que vencia por 2 a 1 neste domingo.

PRÊMIO PUSKAS? Na reestreia de Tevez, quem roubou a cena foi Calleri com um gol espetacular

O meio-campista japonês, que veste a camisa 10 do Yokohama F. Marinos, clube pelo qual iniciou a carreira em 1997, mas marcou história no futebol europeu. Jogou pelo Reggiana entre 2002 e 2005 até chegar ao Celtic, em 2005. Defendeu o clube até 2009. Ainda jogou pelo Espanyol mais uma temporada, em 2009/10, antes de voltar ao Yokohama F. Marinos em 2010, que defende até hoje.

Sério, não foi qualquer gol. A cobrança de falta de perna esquerda foi na gaveta, daquela que é raro de se ver, perfeita. São dois vídeos para você ver em dois ângulo. O primeiro na transmissão de TV, o mais tradicional. O segundo foi gravado da arquibancada, atrás do gol, e deixa bem claro como a cobrança foi precisa.

O Yokohama F. Marinos não está muito bem no Campeonato Japonês. O time é só o 16º colocado no famoso SAKEZÃO, com só dois pontos em três partidas na segunda fase (pode chamar de segundo turno também, mas lá há semifinal e final de turno). No primeiro turno, o time foi o sexto colocado.  Vale lembrar que o Yokohama F. Marinos é o time do atacante Ademilson, emprestado pelo São Paulo. Ele, aliás, marcou um dos gols do time, o primeiro antes de Nakamura fazer esse pintura.

Confira o golaço de Nakamura:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo