Em termos de torcida, a Argélia não fica devendo em nada para o fanatismo latente de outros países do norte da África. Seus clubes nem sempre conseguem ser tão competitivos quanto egípcios, marroquinos e tunisianos. Em compensação, a paixão transborda igualmente pelas arquibancadas. Neste sábado, MC Alger e USM Alger fizeram o principal clássico da capital, lotando o Estádio 5 de Julho. São quase 80 anos de dérbi, que mobilizam multidões. E o espetáculo garantido pelos seguidores do MC foi de arrepiar, independentemente do empate por 2 a 2. Vale conferir:


Os comentários estão desativados.