O Brasil de Telê Santana entrava na Copa do México com uma missão: mesmo com um elenco envelhecido, apagar a decepção do Mundial anterior. A estreia foi justamente contra o país-sede de 1982, a Espanha, que dois anos antes havia sido vice-campeã da Eurocopa. Tudo corria bem no Jalisco de Guadalajara. As equipes aqueceram e se perfilaram para o hino. O espanhol tocou primeiro. O brasileiro viria em seguida, mas a organização mexicana não mandou muito bem.

LEIA MAIS: As Copas em 31 de maio: Senegal chocou o mundo em 2002 derrotando a atual campeã França

Em vez de tocarem o Hino Brasileiro, tocaram o Hino à Bandeira. Os brasileiros perceberam imediatamente a gafe. Alguns ficaram revoltados. Como Sócrates, flagrado pelas câmeras balançando a cabeça com um sorriso incrédulo. Sem esperar a cerimônia acabar, os jogadores quebraram a fileira e posaram para a foto do time. Sócrates levou a raiva para dentro de campo e marcou o gol da vitória por 1 a 0 da seleção brasileira. 

O

1986: Espanha 0 x 1 Brasil

Primeira rodada da fase de grupos
Estádio Jalisco, Guadalajara (México)

Gol: Sócrates (BRA)

1986: França 1 x 0 Canadá

Primeira rodada da fase de grupos
Estádio Camp Nou, León (México)

Gol: Jean-Pierre Papin (FRA)
Detalhe: atiraram uma GALINHA na área do Canadá durante um tiro de meta

2002: Alemanha 8 x 0 Arábia Saudita

Primeira rodada da fase de grupos
Estádio Sapporo Dome, em Sapporo (JAP)

Gols: Klose (3), Ballack, Jancker, Linke, Bierhoff e Schneider 


Os comentários estão desativados.