Depois de 14 rodadas de invencibilidade na Premier League, o Arsenal oscila. A sequência terminou com derrota para o Southampton e, desde então, o time e Unai Emery coleciona apenas duas vitórias – Burnley e Fulham – em seis partidas da liga inglesa. Neste sábado, o revés veio das mãos do West Ham: 1 a 0, no Estádio Olímpico. E, pior que o resultado, foi o rendimento dos Gunners.

LEIA MAIS: Fàbregas se vai mais como uma lenda da Premier League do que dos clubes que defendeu

Após um primeiro tempo de poucas emoções, Declan Rice abriu o placar, convertendo um passe curto de Samir Nasri, fazendo sua estreia na Premier League pelos Hammers. O Arsenal teve mais de 40 minutos para retornar ao jogo, mas pouco criou. Foram apenas duas finalizações certas, uma em cada etapa da partida. Fabianski mal teve que trabalhar para segurar os visitantes.

A equipe de Emery parecia travada. Começou no 3-5-2 até os 15 minutos do segundo tempo, quando Ramsey entrou no lugar de Mustafi. O galês foi o mais próximo de uma fonte de criatividade no seu time, que errou passes simples, tomou decisões erradas e não conseguiu colocar seus principais jogadores no jogo. Aubameyang deu apenas 29 toques na bola. Lacazette, 47.

As principais chegadas foram com Kolasinac, pela esquerda, de onde saíram dois gols do Arsenal, ambos anulados por impedimento. Primeira vez desde fevereiro do ano passado que os Gunners não marcam fora da casa pela Premier League. O time está com dificuldades na estrada: foi o quinto jogo seguido como visitante sem vitória, e a terceira derrota.

O West Ham fez uma boa partida para aproveitar as oscilações do adversário. Se o Arsenal não criou muito, foi também porque os donos da casa conseguiram se defender bem, e Felipe Anderson era uma ameaça constante. Esta foi apenas a segunda vitória do time de Manuel Pellegrini contra um dos seis clubes mais ricos da Inglaterra. A outra havia sido contra o problemático Manchester United de José Mourinho, em setembro.

De resto, colecionou derrotas para Liverpool, Tottenham, Manchester City e Arsenal, no primeiro turno, além de um empate contra o Chelsea. Na temporada passada, conseguiu apenas uma vitória em 12 duelos contra esses times, quatro empates e sete derrotas. O West Ham vinha de duas partidas em casa sem vitória e chegou apenas ao quinto triunfo em seu estádio, ainda longe de ser um alçapão.

A derrota deixa o Arsenal em alerta. Estacionou nos 41 pontos. O Manchester United, que visita o Tottenham no domingo, pode igualar essa pontuação e até mesmo assumir a quinta posição, se golear os Spurs, em Wembley, o que não é provável. Mas o Arsenal precisa reencontrar sua melhor forma porque a tabela é cruel. Os próximos adversários na Premier League são Chelsea, Cardiff e Manchester City.