Arsenal afasta zebra e bate Wolverhampton

O Arsenal não deixou o Manchester United escapar e também venceu na 27ª rodada da Premier League. No Emirates Stadium, os comandados de Arsenè Wenger não deram chance para a zebra a bateram o Wolverhampton, que havia superado os Red Devils na semana passada, por 2 a 0. Os Gunners, com o triunfo, foram a 53 pontos, quatro atrás dos mancunianos. Os Wolves permaneceram nos 24 pontos, no penúltimo lugar.

Como esperado, o Arsenal começou o jogo em cima, mesmo sem chegar a efetivamente sufocar os Wolves. A pressão, no entanto, foi suficiente para que os donos da casa abrissem o placar aos 16 minutos. Cesc Fabregas, que está na mira dos gigantes espanhois Real Madrid e Barcelona, avançou pela direita e cruzou para Robin Van Persie. O holandês, de voleio, mandou para as redes de Wayne Hennessey.

À frente no marcador, o Arsenal passou a administrar a partida, dominando o setor de armação e trabalhando a bola do meio-campo para frente, aproveitando-se do fato de o Wolverhampton não ter se alçado ao ataque, mesmo após sofrer o gol. Aos poucos, o time de Arsenè Wenger foi encurralando os visitantes, com as jogadas tramadas pelos velozes Theo Walcott e Jack Wilshere com Andrey Arshavin.

O Arsenal veio para a segunda etapa disposto a ampliar o placar e evitar o “fantasma” do empate em 4 a 4 com o Newcastle, quando a vitória tranquila se configurou em um complicado empate. Logo no primeiro minuto a dupla Wilshere e Walcott assustou. O primeiro fez belo lance, invadindo a área pela esquerda, passando em meio aos zagueiros do Wolves e tocando para Walcott, que, com a perna direita, acabou pegando mal na bola, mandando-a para fora.

O Wolverhampton pouco se arriscava ao ataque. E em uma das vezes que tentou, porém, abriu enorme espaço aos Gunners. Aos 10 minutos, Walcott foi alçado pela direita, avançou pelo campo de ataque e, na entrada da área, tocou para Van Persie, que só teve o trabalho de chutar na saída do goleiro. O Arsenal ainda teve pelo menos mais três boas chances, mas parou na pontaria de Walcott e nas defesas de Hennessey, que evitou uma goleada no Emirates.

Liverpool tropeça

O Liverpool, por sua vez, acabou pausando a reação na Premier League, ao empatar, em casa, com o Wigan por 1 a 1. O resultado levou o time mandante aos 39 pontos, cinco atrás do Tottenham, que joga mais tarde contra o Sunderland e é o último time na lista de vagas para competições europeias. Os visitantes, por sua vez, foram aos 27 pontos, ainda na zona de rebaixamento.

A partida em Anfield começou com algum equilíbrio, com os Reds trabalhando a bola e buscando melhor localizar os homens de frente e os Latics apostando em contra-ataques, principalmente com Charles N'Zogbia e James McCarthy. À medida que o jogo transcorreu, porém, os liverpuldianos foram encontrando mais espaço, com Raul Meireles, Dirk Kuyt e Luis Suárez.

A melhora do Liverpool na partida não tradou a resultar em gol e, tal qual na vitória contra o Chelsea, saindo dos pés de Raul Meireles. Aos 25 minutos, Fábio Aurélio cruzou pela esquerda, aproveitando uma bola mal afastada pela zaga do Wigan. Na área, o médio volante português apareceu de surpresa na área e mandou para o gol, abrindo o placar para os comandados de Kenny Dalglish.

O Wigan começou melhor na segunda etapa, esboçando o equilíbrio dos primeiros minutos do jogo, mesmo com a superioridade em campo ainda sendo dos Reds, que mantinham mais homens no ataque, mas sem assustar. E aos 20 minutos, o esforço dos visitantes foi recompensado. N'Zogbia cruzou pela esquerda e encontrou Steve Gohouri, que chegou por trás da defesa para igualar o marcador em Anfield.

O gol fez com que o Liverpool passasse a atacar de forma menos controlada, com muitos erros de passes, enquanto os Latics recuaram, buscando conter o empate. A retranca feita pelos visitantes acabou surtindo efeito, travando os comandados de Dalglish, que perderam a chance de se aproximar da zona de classificação para as competições europeias em 2011/12.

Já Roy Hodgson, que foi técnico dos Reds no começo da temporada, debutou com o pé esquerdo no West Bromwich, ao empatar em 3 a 3 com o West Ham, em casa, após estar vencendo por 3 a 0. Dorrans, Thomas e Reid (contra) colocaram o WBA em vantagem, mas Ba (duas vezes) e Carlton Cole igualaram para os Hammers, que deixaram a laterna para o Wolves e foram a 25 pontos, em penúltimo. O West Bromwich é o 17º, com 27 pontos.

Confira os jogos da 27ª rodada do Campeonato Inglês

Sábado, 12/fevereiro
Manchester United 2×1 Manchester City
Arsenal 2×0 Wolverhampton
Birmingham 1×0 Stoke
Blackburn 0x0 Newcastle
Blackpool 1×1 Aston Villa
Liverpool 1×1 Wigan
West Bromwich 3×3 West Ham
Sunderland x Tottenham

Domingo, 13/fevereiro
Bolton x Everton

Segunda, 14/fevereiro
Fulham x Chelsea

Clique aqui e confira a classificação do Campeonato Inglês