Robin van Persie, atacante, 28 anos, artilheiro da Premier League com 25 gols em 27 jogos, além de quatro gols em sete jogos na Liga dos Campeões. Sua missão nesta quarta-feira é conseguir levar o Arsenal a uma goleada sobre o Milan por no mínimo 4 a 0 para manter a equipe viva na Liga dos Campeões. O jogo é nesta terça-feira, no estádio Emirates, e é no atacante holandês que a torcida dos Gunners coloca todas as esperanças de reverter o péssimo resultado da partida de ida.

O técnico Arsène Wenger não terá Yossi Benayoun, Abou Diaby e Mikel Arteta. O tcheco Tomas Rosicky ainda é dúvida e pode não estar disponível. Van Persie está confirmado na equipe no ataque, onde deve ter a companhia de Theo Walcott e Alex-Oxlade Chamberlain. Gervinho também pode iniciar a partida atuando centralizado, encostando em Van Persie. Se estiver disponível, Rosicky deve ser volante ao lado de Alex Song.

No Milan, Massimiliano Allegri deve escalar o time com Robinho e Zlatan Ibrahimovic no ataque, munidos por Urby Emanuelson. Alexandre Pato está machucado e não irá para o jogo. Kevin-Prince Boateng e Clarence Seedorf devem ficar fora do jogo, ainda se recuperando de lesão, mas há uma pequena chance que ao menos um deles seja relacionado para a partida.

Antonio Nocerino, Sulley Muntary e Mark van Bommel devem formar a linha de volantes. Na defesa, Ignazio Abate, Philippe Mexès, Thiago Silva e Luca Antonini irão compor a defesa com o goleiro Christian Abbiati.

São poucos os casos em que houve uma reviravolta tão grande em um confronto de mata mata de competições europeias. O Real Madrid perdeu por 5 a 1 para o Borussia Mönchengladbach na Copa da Uefa de 1985/86, mas fez 4 a 0 em casa e se classificou. O Leixões perdeu por 6 a 2 o jogo de ida contra o La Chaux-de-Fonds, mas venceu a volta por 5 a 0 e avançou na Recopa de 1961/62. O Partizan também perdeu por 6 a 2 o jogo de ida para o Queens Park Rangers, mas venceu por 4 a 0 o jogo de volta e avançou na Copa da Uefa em 1984/85.

O próprio Milan acabou caindo diante do Deportivo La Coruña, mas por uma diferença menor. Em 2003/04, o então campeão venceu o time de Coruña por 4 a 1 no jogo de ida, mas tomou 4 a 0 fora de casa e acabou eliminado. Uma virada deste tamanho, desta vez, será missão apenas para um Van Persie muito inspirado e um Milan muito desconcentrado. É improvável, ainda mais se Ibrahimovic fizer mais um bom jogo. Ainda assim, é possível.

Benfica recebe Zenit por vitória simples

Benfica e Zenit se enfrentam no estádio da Luz, depois da vitória do atual campeão russo por 3 a 2. Uma vitória por 1 a 0 ou 2 a 1 é suficiente para classificar os portugueses, mas é sabido que o Zenit é um dos times mais sólidos defensivamente do país e o rival dos encarnados, o Porto, sofreu com isso na última rodada da fase de grupos. Precisando de uma vitória por qualquer placar, o Porto não saiu de um 0 a 0 com o Zenit no estádio do Dragão e caiu fora da LC.  Decisão deve ser apertada.

Barcelona cumpre tabela contra o Leverkusen

Tecnicamente ainda falta um jogo, mas é difícil imaginar o Barcelona perdendo o confronto com o Bayer Leverkusen em pleno Camp Nou, depois de vencer por 3 a 1 fora de casa. O time blaugrana terá o desfalque de Alexis Sánchez, machucado. Os demais jogadores na escalação são um mistério que Pep Guardiola deve resolver só nos momentos antes do jogo. Nos alemães, força máxima para o confronto. Não que isso vá mudar o panorama.

Pelo sonho, APOEL recebe o Lyon no Chipre

A derrota no primeiro jogo por 1 a 0 deixa o sonho do APOEL em chegar às quartas de final da Liga dos Campeões vivo. Com os franceses em uma fase instável na Ligue 1, não é improvável imaginar que os cipriotas consigam uma vitória. O problema é que ela tem que ser por dois gols, já que o 1 a 0 leva a decisão para a prorrogação e vitórias por 2 a 1, 3 a 2 ou qualquer outra por um gol de diferença são favoráveis aos lioneses. Por isso, ligeiro favoritismo à equipe francesa.

Confira os jogos da semana na Liga dos Campeões:

Terça, 6/mar
Benfica x Zenit
Arsenal x Milan

Quarta, 7/mar
Barcelona x Bayer Leverkusen
APOEL x Lyon