Texto originalmente publicado em 4 de abril de 2014

Hoje, a maioria da população é contra a ditadura. Mas, nos anos mais pesados do regime, pouquíssimas pessoas se levantaram contra ele. No futebol não foi diferente. Foram 21 anos sob as ordens dos militares. A população brasileira passou mais de duas décadas permeada pela supressão dos direitos, pela censura, pela repressão – obviamente, em intensidades nem sempre constantes. No entanto, não foi ao longo dos 21 anos que o futebol, um dos principais símbolos culturais do Brasil, levantou sua voz contra a ditadura. Os exemplos são raros, passíveis de se contar nos dedos. E, mesmo assim, a maioria delas saindo da garganta de indivíduos, jogadores.

LEIA A REPORTAGEM COMPLETA