Árbitro faz lambanças que ofuscam o bom empate por 3 a 3 entre Milan e Roma

Piero Giacomelli errou muito e acabou prejudicando o jogo em San Siro, que termina em empate

O Milan segue invicto no Campeonato Italiano, mas deixou a partida contra a Roma com uma dose de frustração. Os dois times empataram por 3 a 3 nesta segunda-feira, em San Siro, em uma partida marcada por lambanças feitas pela arbitragem, comandada por Piero Giacomelli. Ele marcou dois pênaltis bastante questionáveis, no mínimo, além de um pênalti não marcado. No fim, os romanistas tiveram mais o que comemorar pela boa atuação, especialmente do goleiro Antonio Mirante.

LEIA MAIS: Da várzea ao primeiro gol no Campeonato Italiano em quatro anos: a incrível história do brasileiro Junior Messias

O técnico Stefano Pilo não teve o goleiro Gianluigi Donnarumma, que testou positivo para COVID-19, e, por isso, escalou Ciprian Tatarusanu. O romeno não foi bem, mostrou insegurança e falhou em um dos gols dos romanistas. Do outro lado, Antonio Mirante teve uma boa atuação e dá demonstração de ser um goleiro para tomar conta da posição.

Logo no começo do jogo, Hakan Çalhanoglu abriu na esquerda para Rafael Leão, que puxou para o meio e tocou para Zlatan Ibrahimovic nas costas da defesa. O camisa 11 só tirou do goleiro Antonio Mirante e marcou: 1 a 0, com menos de dois minutos de jogo.

O empate não demorou. Cobrança de escanteio de Lorenzo Pellegrini, o goleiro do Milan, Ciprian Tatarusanu, saiu muito mal do gol e Edin Dzeko, na segunda trave, tocou de cabeça para empatar o jogo, aos 14 minutos.

No segundo tempo, novamente antes dos dois minutos, o Milan mexeu mais uma vez no placar. Rafael Leão fez uma grande jogada pela ponta esquerda, pedalou para cima da marcação e passou para trás, rasteiro, onde estava Alexis Saelemaekers, que tocou para marcar 2 a 1 para os rossoneri.

O empate veio de forma controversa. Aos 25 minutos, o árbitro Piero Giacomelli marcou uma falta de Simon Kjaer no atacante Pedro, que pareceu não existir. O pênalti foi confirmado e Jordan Veretout cobrou e igualou o marcador: 2 a 2.

O árbitro se enrolou ainda mais pouco depois. Em um lançamento longo para Ibrahimovic, ele disputou no alto com Bruno Peres e a bola tocou no braço do brasileiro, que estava no alto. O árbitro parou o jogo, mas não deu o pênalti: deu falta e mostrou o cartão amarelo para o sueco.

A confusão continuou aos 33 minutos. Çalhanoglu recebeu lançamento longo, disputou a bola e caiu. O árbitro marcou falta, que não aconteceu, e apontou a marca da cal. Pênalti, que novamente foi confirmado pelo VAR – embora em nenhum dos dois lances o árbitro aparentemente tenha sido chamado a revisar. Ibrahimovic cobrou bem e marcou: 3 a 2.

Parecia que o Milan venceria o jogo, mas veio um lance que igualou novamente as coisas aos 39 minutos. Cobrança de escanteio da esquerda, a bola foi desviada e sobrou na segunda trave para Marash Kumbulla se atirar na bola e colocar na rede: 3 a 3.

Os rossoneri ainda tentaram uma pressão no final, mas não conseguiram o gol. O jogo ficou mesmo no empate por 3 a 3. O resultado decepciona os dois times, que tiveram atuações decentes em campo. Hakan Çalhanoglu e Zlatan Ibrahimovic foram mais uma vez destaques em campo pelo Milan, mas o jogo foi mesmo de Rafael Leão.

Na Roma, Lorenzo Pellegrini coordenou o meio-campo da Roma, sendo o principal jogador do time. O atacante Edin Dzeko foi bem, mas recebeu pouco a bola em boas condições. Pedro foi participativo, mas errou demais. Mirante foi um destaque diante do bom ataque do Milan. Mesmo tomando três gols, conseguiu mostrar qualidade.

As escalações de Milan x Roma (WhoScored)