A classificação do Liverpool aos mata-matas da Liga dos Campeões, na última semana, ficou marcada também por uma figura especial nas arquibancadas. As imagens de Mike Kearney comemorando o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Napoli viralizaram nas redes sociais. O rapaz de 26 anos, cego, costuma acompanhar aos jogos em Anfield regularmente. Desta vez, porém, o registro de sua celebração efusiva, enquanto seu primo narrava o ocorrido, se tornou simbólica. E como prêmio, o inglês pôde conhecer seus heróis. Mohamed Salah convidou torcedor para visitar o centro de treinamentos de Melwood.

Na última semana, Mike Kearney deu diferentes entrevistas à imprensa inglesa. Relatou a sua emoção ao acompanhar o lance decisivo em Anfield. “Sou como qualquer torcedor. Não importa se não posso ver claramente, eu continuo comemorando. Foi um alívio quando nós marcamos aquele gol. Gostaria de ver mais, mas isso não significa que não posso ter minha própria opinião. É difícil para as pessoas que veem normalmente entender, mas isso é normal para mim e lido com as dificuldades por toda a vida. É apenas minha maneira de assistir ao jogo”, contou o inglês, à BBC. O torcedor nasceu com problemas de visão e foi declarado cego aos sete anos de idade, em doença degenerativa que diminui seu campo visual gradualmente.

“Estava tudo muito embaçado, não vi o lance. Perto da linha é tudo bem, mas fica difícil ver além disso. Mas não foi difícil de entender o que aconteceu quando o barulho começou”, relata Mike. Anteriormente, ele usava um serviço de comentários ao vivo que o Liverpool disponibiliza a torcedores cegos. No entanto, atualmente o rapaz prefere absorver a atmosfera, sentindo o jogo através dos gritos dos demais espectadores. “Estou lá porque realmente quero. Gosto de me envolver com a atmosfera e escutar o que meu primo acha – ou qualquer outra pessoa, seja cinco filas atrás, com um comentário agradável ou não. Se meu primo Stephen não está comigo, então vou com outros amigos. Acho estranha a reação que meu vídeo gerou. É bacana, mas um pouco estranho”, complementa.

Já nesta semana, Salah decidiu convidar Mike e seu primo Stephen para conhecerem as instalações do Liverpool. O egípcio deu uma camisa autografada para a dupla. “Para Michael. A sua torcida é uma inspiração”, dedicou o artilheiro. Os rapazes ainda puderam assistir ao treinamento dos Reds e conheceram os demais jogadores. Uma oportunidade que Jürgen Klopp definiu muito bem: “É uma bela história. Para vocês, isso que aconteceu é completamente normal, mas para nós foi realmente bacana assistir”. Sentimentos positivos que geram sentimentos positivos.