Apesar do aumento exponencial de novos casos do coronavírus ao redor do mundo, há também notícias positivas sobre o assunto. E, nesta segunda-feira, uma boa nova veio da Turquia: nome histórico do futebol local e atual comandante do Galatasaray, Fatih Terim recebeu alta, após testar positivo à COVID-19. Aos 66 anos, Terim integra o grupo de risco e passou uma semana hospitalizado, em observação. No entanto, com a melhora de seu quadro clínico, o veterano foi liberado para seguir o tratamento em casa.

Fatih Terim havia testado positivo ao coronavírus em 23 de março, oito dias após participar do Galatasaray x Besiktas pelo Campeonato Turco – realizado com portões fechados, antes da interrupção da liga. Dois dirigentes do Galatasaray também contraíram o vírus. Os jogadores precisaram permanecer em quarentena, enquanto Terim ficou internado por precaução. Sem que o quadro se agravasse, o Hospital Liv, de Istambul, deu alta ao paciente nesta segunda e o técnico permanecerá em isolamento em sua casa. O número de infectados na Turquia cresceu bastante nas duas últimas semanas, com 9,2 mil casos e 131 mortes.

“Este é um teste pelo qual o mundo inteiro passa. Alguns somos provados com um vírus, outros com paciência, outros com fé. Aprenderei muito com este momento. Apreciarei mais a vida e, depois da quarentena, passarei mais tempo com minha família e entes queridos. Farei de tudo para que produza e contribua mais pela paz. Perdoarei mais, tentarei ser menos triste”, escreveu Terim, em suas redes sociais. “Fique em casa o quanto puder, se proteja e tome as precauções. Cada oração que faço, dedico aos guerreiros que lutam contra o vírus e aos profissionais da saúde que dedicam suas vidas às nossas. Apresento minha gratidão a todos em meu coração”.

Também em sua mensagem, Fatih Terim agradeceu pelo atendimento da equipe médica no Hospital Liv, pelo apoio dos amigos e pela oração dos fãs. Segundo a imprensa turca, uma das primeiras ações do treinador ao voltar para casa foi telefonar a cada um de seus jogadores. Queria saber se eles estavam se cuidando e se também seguiam as orientações do clube para manter a forma. Além disso, foi uma maneira de transmitir positividade ao grupo.

Considerado um dos maiores personagens da história do futebol turco, Fatih Terim atuou pelo Galatasaray durante 11 anos e também era nome frequente na seleção turca de 1975 a 1985. Já como técnico, realizou trabalhos memoráveis a partir dos anos 1990. Terim dirigiu o Galatasaray na conquista da Copa da Uefa em 2000, assim como faturou oito títulos da liga nacional em suas diferentes passagens pelos Leões. À frente da seleção turca, foram três classificações à Eurocopa em três momentos distintos, incluindo a caminhada até as semifinais em 2008. Fora do país, o comandante trabalhou por Fiorentina e Milan, entre 2000 e 2001.

Neste final de semana, Rüstü Reçber foi outro nome importante do futebol turco a ser internado por causa do coronavírus. Goleiro da seleção na Copa do Mundo de 2002, o veterano tem 46 anos. Segundo a esposa do ex-arqueiro, seus sintomas se desenvolveram rapidamente e ele estava em um “momento crítico” da doença. A esposa e os dois filhos do casal testaram negativo.