Tudo bem que foi só a estreia, mas a Copa América já viu uma mudança e tanto nas cotações que estão disponíveis à turma que revira os odds atrás de lucros interessantes nas mais diferentes competições do calendário. A segunda rodada, que será disputada a partir desta terça-feira (18), conta com a estabilização do Brasil como favorito e uma mudança drástica nas posições seguintes.

Antes de perder da Colômbia e voltar a ser criticada duramente pela imprensa de seu país, a Argentina aparecia como a segunda candidata à conquista, mas o buraco da seleção parece não ter fim. Além de contar com um técnico interino, Lionel Scaloni, nomes que já prestaram bons serviços à seleção, como Kun Agüero e Ángel Di María, não estão em boa fase. Outro ponto muito apontado pelos argentinos foi o desnível físico com relação aos colombianos, uma equipe que demonstrou, de fato, uma potência acima da Argentina.

De acordo com o site especializado em apostas OddsShark.com, Lionel Messi e companhia pagavam R$ 4,50 em caso de título, e a conquista azul e branca agora vale R$ 7,00 a cada R$ 1,00 apostado na sua volta olímpica que não vem desde 1993. O Brasil hoje devolve R$ 2,20, quase o mesmo da abertura, quando pagava R$ 2,25. Com a queda argentina, quem desponta com força agora são Uruguai (retornando R$ 5,00, contra R$ 8,00 antes de arrasar o Equador) e Colômbia (atuais R$ 6,00, antes era R$ 9,00).

Tais mudanças são até mesmo esperadas – as cotações das casas de apostas de futebol acabam sendo uma verdadeira gangorra que acompanha o fluxo de cada uma das partidas disputadas, por isso a quase obrigação de se acompanhar a atualização desses números na hora de lucrar com as melhores pedidas momentâneas. Para quem está iniciando agora, vale a explicação: o valor de retorno é sempre aquele que é demonstrado no momento da sua aposta, e não os que variam à medida do decorrer das competições.

Outra mudança sensível na lista de lucros à disposição do investidor está na possibilidade de se cravar o artilheiro, uma das opções mais interessantes de toda a lista. O argentino Lionel Messi segue na frente, agora devolvendo R$ 5,00 (contra R$ 4,00 de antes da estreia), mas o astro do Barça tem agora a companhia do companheiro de clube Phillipe Coutinho, que sequer aparecia entre os favoritos e agora entrega os mesmos R$ 5,00 da Pulga. Cavani e Suárez estão firmes atrás, mas quem antes faturava R$ 8,00 com a sua presença no topo da artilharia, agora ganharia R$ 6,00 com a mesma opção.

Segundo o OddsShark.com, a segunda rodada da Copa América não demonstra potencial para nenhuma surpresa, com as cotações bastante diferentes entre si. Há um favorito destacado em todos os jogos, com a zebra partindo muito atrás. Os empates tampouco demonstram muito interesse: nos seis jogos da primeira rodada, apenas o 2 a 2 entre Paraguai e Catar ficou na igualdade.

No Grupo A, Peru e Brasil são evidentes favoritos à vitória ante Bolívia e Venezuela. Das duas mais que prováveis vitórias, a que devolve mais é a dos peruanos, que paga R$ 1,45. O triunfo do Brasil na Fonte Nova às 21h30 desta terça (18) é a grande barbada da rodada, entregando só R$ 1,13. É possível, porém, cravar o placar, e quem investir no 2 a 0 para os comandados por Tite pode ter à disposição interessantes R$ 5,50/R$ 1,00. É a cotação mais promissora de toda a lista, vindo depois o 3 a 0, com R$ 6,00.

Os jogos dos outros grupos tampouco demonstram muita chance para zebras. A Colômbia volta a campo para pegar o Catar ostentando uma pompa de digna favorita: R$ 1,34 contra os R$ 10,00 da sua improvável derrota. A Argentina paga um pouco mais: R$ 1,41, contra R$ 7,50 do Paraguai no imperdível jogo das 21h30 (de Brasília) do Mineirão.

O Grupo C também parece em “modo descanso” até o aguardado Chile x Uruguai do fechamento da fase de grupos. Para esta segunda rodada, as cotações que despontam com mais força são mesmo as que envolvem as vitórias da Celeste e da Roja, que pagam R$ 1,17 e R$ 1,47 com triunfos sobre os figurantes Japão (R$ 17,00) e Equador (R$ 4,40).

Odds da 2ª rodada da Copa América:

18/06 – 18:30 – Bolívia (R$ 7,50) x (R$ 1,45) Peru; empate (R$ 4,20)
18/06 – 21:30 – Brasil (R$ 1,13) x (R$ 9,00) Venezuela; empate (R$ 8,00)
19/06 – 18:30 – Colômbia (R$ 1,34) x (R$ 10,00) Catar; empate (R$ 4,75)
19/06 – 21:30 – Argentina (R$ 1,41) x Paraguai (R$ 7,50); empate (R$ 4,35)
20/06 – 20:00 – Uruguai (R$ 1,17) x Japão (R$ 17,00); empate (R$ 7,00)
21/06 – 20:00 – Equador (R$ 4,40) x Chile (R$ 1,87); empate (R$ 3,50)

Odds para ser campeão da Copa América:

Brasil: R$ 2,20
Uruguai: R$ 5,00
Colômbia: R$ 6,00
Argentina: R$ 7,00
Chile: R$ 13,00
Peru: R$ 26,00

Líder do grupo:

Brasil: R$ 1,08
Colômbia: R$ 1,16
Uruguai: R$ 1,45
Chile: R$ 2,00
Argentina: R$ 7,00
Peru: R$ 11,00

Artilheiro:

Messi: R$ 5,00
Philippe Coutinho: R$ 5,00
Cavani: R$ 6,00
Suárez: R$ 6,00
Gabriel Jesus: R$ 9,00
Eduardo Vargas: R$ 10,00

Confira outros odds do futebol brasileiro e internacional na Trivela.