A lesão de Vinícius Júnior entristece, principalmente pelo momento em que ocorreu. Além de ser protagonista do Real Madrid, o ponta acabara de ganhar uma convocação à seleção principal. O rompimento dos ligamentos do tornozelo impede que participe de seus primeiros amistosos e também torna mais difícil sua ida à Copa América. No entanto, em questão de talento, a ausência do garoto estará muito bem suprida. No próprio jogo do Santiago Bernabéu, David Neres demonstrou que poderia estar no elenco de Tite. Condição referendada pelo treinador nesta sexta-feira, confirmando o chamado do atacante do Ajax.

VEJA TAMBÉM: Vinícius Júnior e David Neres esbanjaram personalidade na estreia em mata-matas de Champions

Três anos mais velho do que Vinícius, Neres pode ser considerado mais completo e mais maduro que o colega neste momento da carreira. O alto nível apresentado na Holanda sublinha isso, com a clara evolução do garoto que pouco atuou entre os profissionais do São Paulo, antes de se transferir ao Ajax. São três temporadas defendendo os Godenzonen. Depois de aproveitar o primeiro ano para se adaptar, o brasileiro já se transformou em um dos melhores jogadores da Eredivisie no último campeonato. E que a atual temporada não confira o mesmo espaço ao camisa 7, ele é parte indissociável ao sucesso dos holandeses na Liga dos Campeões.

O técnico Erik ten Hag passou a usar David Neres como meia centralizado nesta temporada e, sem render tão bem, ele perdeu seu lugar entre os titulares. Na virada do ano, muitas vezes começou os jogos no banco. Contudo, diante das oscilações do time e das cobranças da torcida por seu retorno, o camisa 7 ganhou uma nova chance justamente no primeiro duelo contra o Real Madrid. Fazendo um pouco de tudo na Johan Cruijff Arena, foi o melhor de sua equipe na derrota por 2 a 1. Ajudou bastante na marcação empenhada dos Godenzonen e deu a assistência para o gol de Hakim Ziyech, produzindo bastante na criação pela esquerda. Foi a chave que voltasse ao 11 inicial.

Já nesta terça-feira, Neres agradou com mais uma exibição maiúscula, dentro do Santiago Bernabéu. Movimentou-se muito bem e aproveitou os espaços deixados pela zaga madridista. Além de participar do primeiro tento, ao puxar a marcação, marcou o segundo ao se infiltrar na área e finalizar com categoria por cima de Thibaut Courtois. Outra prova contundente de que o jovem de 22 anos está pronto para partidas em alto nível e não sente a pressão. O drible desconcertante que deu em Dani Carvajal na linha de fundo, aliás, aplicando um drible da vaca de letra, representa todo o atrevimento de um ponta com enorme qualidade individual e consciência tática.

O setor do campo onde joga David Neres é o mais concorrido da Seleção – até mesmo considerando outros que almejavam a vaga deixada por Vinícius Júnior, incluindo aí Dudu. A versatilidade do garoto ajuda, podendo atuar nos dois lados. Embora seu melhor futebol na temporada passada tenha sido exibido pela direita, nesta ascensão recente o camisa 7 é mais utilizado pela esquerda. Teoricamente, é por lá que deve ser testado por Tite – considerando o posicionamento do próprio Vinícius Júnior, além do ausente Neymar.

Diante da resistência de Tite para olhar novos nomes na Seleção, inclusive pela renovação modesta promovida após a Copa do Mundo, a chance a David Neres é muito bem-vinda. Será ótimo avaliar o atacante neste momento de motivação com a belíssima campanha pelo Ajax. Se talvez não continue no grupo para a Copa América, é jogador para seguir no radar da equipe nacional – especialmente pensando no Mundial de 2022. Bola não falta, muito menos perspectivas de crescimento.