Alexander Meier não começou sua carreira no Eintracht Frankfurt, mas pouco importa o que fez antes de se juntar às Águias. A trajetória em alto nível do atacante realmente se inicia a partir de sua chegada ao Waldstadion. O garoto de 21 anos desembarcou como uma aposta do clube, então militando na segunda divisão da Bundesliga. Não demorou a se transformar em uma certeza. Em 14 anos na SGE, alcançou as 379 partidas disputadas e anotou 137 gols, entre os cinco maiores artilheiros e os dez com mais aparições. Pois justamente depois de erguer sua primeira taça, aos 35 anos, despede-se da instituição. O Frankfurt anunciou que não renovará o contrato de Meier, em decisão com suas controvérsias. Ainda assim, junto aos torcedores que o idolatraram tanto, o rompimento não abala a gratidão  daquele que representou o clube como nenhum outro neste século. O apelido que ganhou da massa rubro-negra, afinal, sugere toda esta grandeza: Fußballgott, o “deus do futebol”, gritado a cada vez que seu nome era anunciado pelos alto-falantes do estádio.

Atuando como meia ou atacante, Meier sempre foi muito útil ao Eintracht Frankfurt. Um jogador de grande porte físico, com seu 1,94 m, mas também de boa qualidade técnica. Nascido na região de Hamburgo, defendeu os dois principais clubes da cidade, antes de se mudar a Frankfurt am Main em 2004. Em suas primeiras temporadas no Waldstadion, era um atleta mais contido à armação, distribuindo assistências e ajudando a realizar a conexão com o ataque. No entanto, o passar dos anos aproximou o camisa 14 da área. Descobriu sua veia artilheira. E em 2014/15, recebeu o grande prêmio de sua carreira: o canhão de goleador da Bundesliga, anotando 19 tentos em 26 partidas. Num ano de relativa seca aos grandes matadores do campeonato, terminou à frente de Arjen Robben, Robert Lewandowski e Pierre-Emerick Aubameyang.

Durante boa parte destes anos, as pretensões do Eintracht Frankfurt não eram tão grandes. O clube passou duas temporadas na segunda divisão, sempre contando com Meier para se recuperar e conquistar o acesso. Ao longo tempo, transitou em posições intermediárias na Bundesliga. Seu grande feito havia sido em 2012/13, quando as Águias ocuparam as primeiras colocações na tabela durante o primeiro turno, terminando a campanha em sexto, com a já comemorada vaga na Liga Europa. A classificação rendeu uma bem sucedida aventura continental ao artilheiro, autor de sete gols em seis partidas no torneio. Os alemães caíram apenas nos 16-avos de final, superados pelo Porto com dois empates. O desempenho servia para manter o orgulho da torcida.

Capitão do Eintracht Frankfurt a partir de 2014, Meier travou uma batalha com o próprio corpo durante as últimas temporadas. As lesões passaram a custar sua participação nos jogos, em aparições cada vez mais escassas. A partir da chegada de Niko Kovac ao comando técnico, tornou-se mais uma opção do que uma referência ao ataque. E enquanto as Águias elevavam suas ambições, se firmando na parte de cima da tabela da Bundesliga e protagonizando grandes campanhas na Copa da Alemanha, o papel do atacante estava mais em motivar seus companheiros nos bastidores. Entre uma infecção e uma cirurgia no tornozelo, disputou apenas um jogo em 2017/18. Ele não sabia, mas a ocasião acabou se tornando um adeus diante da torcida no velho Waldstadion. Na penúltima rodada da Bundesliga, a última em casa, saiu do banco para enfrentar o Hamburgo, justamente o clube de onde saiu em 2004. Mesmo disputando míseros três minutos, anotou o gol que fechou a vitória por 3 a 0. O derradeiro.

Na decisão da Copa da Alemanha, contra o Bayern de Munique, Meier se tornou mero espectador. Esteve do lado de fora do campo para empurrar os seus companheiros. E viu a vitória épica no Estádio Olímpico de Berlim, a mesma conquista que havia lhe escapado duas vezes em campo, nos vices de 2006 e 2017. Reconhecimento merecido, o capitão teve o direito de levantar o troféu. Compartilhou a primazia com David Abraham, que vestiu a braçadeira na final e se torna o herdeiro do posto, considerando também a recuperação de Marco Russ após superar um câncer.

A saída de Alex Meier do Eintracht Frankfurt, contudo, causa divergências. O clube publicou uma nota dizendo que o atacante teve a “despedida perfeita”, indicando uma decisão consensual. O diretor esportivo Fredi Bobic agradeceu a maneira como ele “foi fiel ao longo de todos esses anos e participou ativamente do desenvolvimento do clube após uma fase difícil, se tornando um sério e estabelecido time na Bundesliga”. Ainda na publicação, há aspas do próprio Meier, em que agradece os anos de confiança e diz respeitar a decisão do clube. “Esta foi minha casa por mais de 14 anos e sempre significou muito a mim jogar por este clube. Sou grato pelo tempo em que usei a águia no meu peito e aos belos momentos. Eu me sinto em forma, trabalhei duro nos últimos meses para retornar e quero seguir jogando futebol”, pontuou. Uma amizade que não se seguiu nos dias seguintes.

Em entrevista ao Frankfurter Rundschau, Meier indicou que a decisão não foi de comum acordo: “É engraçado. Eu não me imagino voltando das férias sem chegar a Frankfurt e treinar no Eintracht. É triste, estou muito triste. Eu queria encerrar minha carreira no Eintracht. É por isso que estou muito, muito desapontado. Eu não sei para onde ir, onde viver. Estou na cidade, esta é minha casa. Não sei o que vai acontecer daqui para frente. Sinto muito por não ter me despedido dos torcedores da maneira ideal, no estádio”.

Fica a interrogação sobre o que acontecerá com Alex Meier. Em sua polêmica nota, o Eintracht Frankfurt disse planejar uma despedida oficial na Supercopa da Alemanha, contra o Bayern de Munique, e que também fará um jogo de adeus no Waldstadion. O compromisso no torneio de abertura da temporada, portanto, adiaria o acerto do veterano com qualquer outro clube. Além disso, as Águias também apontam que a conexão do atacante com a instituição continuará após a aposentadoria, oferecendo uma função nas categorias de base ou como embaixador. Tudo dependerá, entretanto, da vontade do ídolo em meio à cisão.


Os comentários estão desativados.