Oviedo tenta evitar quebra com apoio de Cazorla, Michu e Mata

Podendo fechar as portas ainda neste mês, clube asturiano recebe ajuda de revelações recentes em campanha por venda de ações

Dono de 38 participações na primeira divisão do Campeonato Espanhol, o Oviedo corre sérios riscos de desaparecer. Atualmente na Segunda B (terceiro nível do futebol no país), o clube pode abrir processo de falência se não quitar dívida de € 2 milhões até o dia 17 de novembro.

Para se salvar, o clube das Astúrias tenta vender ações para arrecadar o montante necessário. E a campanha é encabeçada por alguns jogadores que defenderam o clube e hoje têm destaque no futebol internacional, como Michu, Santi Cazorla, Juan Mata e Adrián.

“Mata, Cazorla e eu compramos ações, mas seria errado dizer o quanto. Nós só queremos ajudar a salvar o clube que nós defendemos. Muitas pessoas compraram as ações e esperamos que seja suficiente para que o clube não feche as portas. A economia na Espanha está muito ruim. É um clube que eu amo, então espero que consigamos salvá-lo”, declarou Michu.

Terceiro colocado de La Liga em três oportunidades, o Real Oviedo está longe da elite desde 2000/01. Duas temporadas depois, os asturianos foram rebaixados para a quarta divisão, punidos justamente por conta de problemas financeiros. Mata e Cazorla deixaram o clube nesta época, enquanto Michu ficou até 2007. O atacante do Swansea citou caso vivido em seu clube atual como exemplo.

“Os torcedores do Swansea sabem o quanto isso significa para mim e para os torcedores do Oviedo. Lembro quando cheguei ao clube e soube que os galeses compraram ações para salvar o time há dez anos. Olhe para o Swansea agora: na Premier League e vencendo partidas em lugares como Anfield. Espero que o Oviedo tenha uma reação similar”, disse.

As ações do Oviedo podem ser compradas pelo site www.realoviedo.es/yosoyelrealoviedo/ e são vendidas a partir de € 11,5 euros. Em quatro dias de campanha, o clube conseguiu arrecadar € 450 mil e contou com mensagens de apoio do piloto Fernando Alonso e do cantor Alejandro Sanz.