Tite divulgou a lista de convocados à seleção brasileira para a última Data Fifa de 2019. Desta vez, o treinador preferiu não chamar os jogadores envolvidos no Campeonato Brasileiro e evitou as longas discussões sobre a maneira como o calendário da CBF prejudica os clubes. Assim, apenas com atletas em atividade no futebol europeu, o treinador traz algumas novidades para os amistosos contra Argentina e Coreia do Sul.

A convocação inclui vários jogadores com idade olímpica, que vinham integrando a seleção sub-23 em seus jogos mais recentes. O goleiro Daniel Fuzato, o lateral direito Emerson, o volante Douglas Luiz e o atacante Rodrygo entram nesta leva. Destes, apenas Emerson é titular de sua equipe e fez algumas boas aparições com o Betis no Campeonato Espanhol. Douglas Luiz e Rodrygo ainda buscam uma sequência maior, mas com lampejos por Aston Villa e Real Madrid, respectivamente.

“É um momento de preparação, os jogos são de preparação. E essas convocações de jovens são necessárias. Douglas Luiz era um atleta que eu acompanhava na época do Vasco. Venho acompanhado uma série de atletas, como Emerson. Quantas vezes eu falei do Rodrygo? É momento de dar oportunidade a jovens”, declarou Tite. “Tem um acompanhamento e um monitoramento importante. Essa ligação e esse ajuste que entre eu e o Jardine é importante, os clubes sentem a isso. Você cria peso e os jogadores começam a brigar pela titularidade”.

De resto, todos os outros jogadores já frequentaram as listas de Tite ao longo do ano. Nomes como o zagueiro Felipe e o lateral Renan Lodi estão mantidos. Também há o retorno do goleiro Alisson, que estava lesionado. De fora no último chamado, David Neres retornou à convocação, assim como Willian, que não aparecia na relação da equipe desde a Copa América. Já a única ausência entre os “estrangeiros” que participaram dos amistosos de outubro é mesmo a de Neymar, contundido.

Além do mais, Tite também falou sobre a opção de não convocar jogadores do Brasileirão, alegando que a presença nos clubes é importante pelo momento de pressão psicológica: “Quando você chega num momento decisivo da competição, tem toda uma trajetória construída. Nas últimas rodadas a pressão é muito forte. Se é numa forma anterior, não tem essa pressão”.

Parabenizando o Flamengo pela campanha na Libertadores, o treinador apontou que Gerson é um dos atletas no radar, mas que ficou de fora justamente por conta do momento de preparação do clube: “Sobre calendário, a gente não pode bater numa situação que já está colocada. Vou até fazer uma inconfidência. O cara passou ali e falou: ‘Gostou?’. Eu disse parabéns. Ele falou: ‘Convoca o Gerson’. Aí eu respondi que não, porque eles vão me pegar se eu fizer isso. Mas está aí, um que eu gostaria de convocar é o Gerson”.

O Brasil entra em campo pela primeira vez em 15 de novembro, quando encara a Argentina pelo Superclássico das Américas. O jogo acontece na Arábia Saudita. Quatro dias depois, os brasileiros voltam a campo para amistoso diante da Coreia do Sul, marcado aos Emirados Árabes Unidos. Abaixo, a lista completa:

Goleiros: Alisson (Liverpool), Daniel Fuzato (Roma), Ederson (Manchester City)

Laterais: Danilo (Juventus), Emerson (Betis), Alex Sandro (Juventus), Renan Lodi (Atlético de Madrid)

Zagueiros: Éder Militão (Real Madrid), Felipe (Atlético de Madrid),  Marquinhos (Paris Saint-Germain), Thiago Silva (Paris Saint-Germain)

Meio-campistas: Arthur (Barcelona), Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool), Lucas Paquetá (Milan), Douglas Luiz (Aston Villa), Philippe Coutinho (Bayern de Munique)

Atacantes: David Neres (Ajax), Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Jesus (Manchester City), Richarlison (Everton), Rodrygo (Real Madrid), Willian (Chelsea)