Erling Braut Haaland se transformou na grande sensação da temporada europeia, e com muitos motivos para isso. O centroavante precisou de meses na equipe principal do Red Bull Salzburg para se colocar como uma das promessas mais empolgantes do planeta. Aos 19 anos, o norueguês empilhou gols nas diferentes competições que disputou em 2019/20. Somou 20 tentos em 16 partidas pelo Campeonato Austríaco e pela Copa da Áustria, mas foram os oito gols nas cinco primeiras rodadas da Champions League que realmente o tornaram alvo de potências das grandes ligas. E, neste domingo, o Borussia Dortmund anunciou orgulhosamente que se deu melhor na briga. Os aurinegros oficializaram a contratação do prodígio.

Por aquilo que Haaland apresentou nos últimos meses e pela quantidade times interessados em sua transferência, o negócio saiu aparentemente barato ao Dortmund. Os aurinegros pagaram a cláusula de compra avaliada em €20 milhões, com contrato assinado até 2024. Contudo, segundo a revista Kicker, os gastos do clube se aproximarão dos €100 milhões, incluindo também luvas, salários e comissões. Além disso, os alemães aceitaram as demandas do empresário Mino Raiola, que determinou a nova multa rescisória e a participação na venda futura. A interferência do italiano foi decisiva para afastar outros clubes especulados – incluindo aí Manchester United, Juventus e Barcelona.

Esportivamente, não há tantas dúvidas de que o Dortmund ganha com a adição de Haaland. O tempo de carreira do centroavante é relativamente curto, mas o seu potencial fica expresso além dos números. É provável que o norueguês não mantenha a média de gols assombrosa na Alemanha. Ainda assim, balançar as redes não deve ser problema ao adolescente. Revelado pelo Bryne, Haaland vinha de uma boa temporada pelo Molde em 2018, quando acertou com o Red Bull Salzburg. A princípio, esquentou o banco no primeiro semestre de 2019, enquanto estourava nas seleções de base. E não demorou para o artilheiro provar seu valor na Áustria.

Haaland é mais que um centroavante com porte físico e presença de área. O garoto já demonstrou uma aptidão acima do comum nas finalizações. Além disso, ele foge dos estereótipos. O 1,94 m de altura esconde a velocidade do novato ao puxar os contragolpes do Red Bull Salzburg, assim como sua qualidade no controle de bola. São essas características que podem se casar com o Borussia Dortmund. A necessidade do time de Lucien Favre por um atacante confiável era clara, entre o declínio de Paco Alcácer e as improvisações na linha de frente. O norueguês ocupa esta lacuna e promete um salto de desempenho durante o segundo turno da Bundesliga.

O Dortmund, além do mais, reafirma sua vocação para atrair alguns dos jogadores mais promissores do mundo. Não são poucos os talentos que, durante os últimos anos, optaram por se desenvolver com a camisa aurinegra. Será interessante ver a parceria que Haaland poderá firmar com Jadon Sancho, o último protagonista a estourar no Signal Iduna Park. Ambos têm potencial para causar estrago durante a metade final da temporada, além de serem nomes altamente rentáveis no mercado de transferências.

Chefe-executivo do Dortmund, Hans-Joachim Watzke celebrou o acerto: “Apesar das ofertas de muitos outros clubes de elite ao redor da Europa, Haaland optou pelos desafios esportivos no BVB e pela perspectiva que apresentamos a ele. Nossa persistência valeu a pena”. Já o diretor esportivo Michael Zorc ressaltou a margem de desenvolvimento do novato: “Podemos todos esperar por um centroavante ambicioso e fisicamente forte, com um grande instinto de gol e uma velocidade impressionante, que gostaríamos de desenvolver ainda mais em Dortmund. Aos 19 anos, é claro, ainda está começando o que esperamos ser uma ótima carreira”.

Haaland, por sua vez, indicou suas expectativas para o primeiro encontro com a torcida no Signal Iduna Park: “Tive discussões intensas com a administração do clube, especialmente com Watzke, Zorc e Favre. Desde o início, senti fortemente que gostaria de me transferir ao Dortmund, seguir esse caminho e jogar futebol nesta incrível atmosfera, diante de 80 mil torcedores. Já estou em chamas por isso”.

Ao final do primeiro turno, o Dortmund ocupa a quarta colocação na Bundesliga, a sete pontos do líder RB Leipzig. Além disso, a equipe enfrentará o Paris Saint-Germain nas oitavas de final da Liga dos Campeões e, com as regras recentes da competição continental, Haaland estará apto para se juntar ao novo time durante os mata-matas. O garoto disputa a artilharia da Champions, a dois tentos de Robert Lewandowski no topo da lista de goleadores.

Cabe destacar ainda a maneira como a transferência de Haaland rompe o cordão umbilical entre Red Bull Salzburg e RB Leipzig. Dos 20 negócios mais caros feitos pelos austríacos desde 2016/17, seis deles saíram rumo à “filial alemã”. O time de Julian Nagelsmann estava no páreo para levar Haaland à Red Bull Arena. Entretanto, o clube não possuía condições financeiras para atingir as demandas salariais do centroavante e de seu staff. No fim das contas, o possível reforço se torna uma barreira na luta pelo título. Timo Werner continuará encabeçando a linha de frente em Leipzig.

Vale observar de perto a evolução de Haaland na Bundesliga. Até pelo estilo de jogo do Red Bull Salzburg, o novato tende a não sofrer grandes impactos durante a adaptação ao futebol alemão. Além disso, entrará em uma equipe essencialmente ofensiva, que terminou o semestre com algumas boas atuações no ataque, apesar da inconsistência atrás. O reforço ainda não parece suficiente para o Dortmund se credenciar de vez à Salva de Prata. Todavia, é um enorme acréscimo a um time que tantas vezes sofreu para matar suas partidas. Haaland é daqueles nomes para os torcedores se empolgarem.