Maradona tinha total consciência de que assumiu uma bomba ao aceitar o emprego no Gimnasia La Plata. O clube não havia vencido nenhuma das primeiras cinco rodadas do Campeonato Argentino e Diego também perdeu seus três primeiros compromissos – em confrontos difíceis contra Racing, Talleres e River Plate. Neste sábado, a espera acabou. Os Lobos venceram a primeira sob o comando da lenda. Bateram o Godoy Cruz por 4 a 2, dentro do Estádio Malvinas Argentinas. E um dos jogadores mostrou como aprendeu bem a arte maradoniana: foram dois gols de falta do paraguaio Victor Ayala.

Leandro Contín abriu o placar com um chutaço de fora da área e Ayala marcou o seu primeiro gol de falta no primeiro tempo, numa cobrança colocada que contou com a barreira mal armada. O Gimnasia, entretanto, cedeu o empate logo no início do segundo tempo, com dois tentos de Juan Francisco Brunetta. A resposta dos visitantes só viria a partir dos 38. E com uma cobrança magistral de Ayala, na gaveta. O gol facilitou o trabalho aos Lobos, que mataram o jogo num contra-ataque de Matías García pouco depois.

Como era de se esperar, Maradona deu um show à parte. Durante o duelo, houve muita vibração do treinador à beira do campo. E depois da vitória, Diego fez suas tradicionais dancinhas nos vestiários. “Durante a semana, estivemos cobrando faltas e eu dizia para Victor: ‘Pare um segundo antes’. Ele chegava muito perto da bola e mandava por cima. E foi se acostumando, foi pegando o jeito, até que acertou. Quando fez o primeiro gol, ele se aproximou de mim e disse que eu o ensinei”, falou o veterano, sobre as lições que deram certo a Ayala.

O Gimnasia deixou a última colocação do Campeonato Argentino depois da vitória. Chega aos quatro pontos, superando justamente o Godoy Cruz. A jornada de Maradona deve ser longa, especialmente ao considerar o risco de rebaixamento no promédio. As histórias continuarão a ser contadas em La Plata.