A última rodada da Premier League marcará, também, a última partida de David Silva pelo Manchester City na competição. O meia ainda tentará auxiliar os Citizens rumo ao título da Champions League, mas o ponto final no Campeonato Inglês é bastante significativo, considerando que o espanhol esteve entre os melhores jogadores do certame na última década. Foram 60 gols e 106 assistências em 308 partidas da liga, que contribuíram a quatro títulos nacionais dos celestes. Sem dúvidas, foi um craque que impulsionou a transformação vivida pelo clube.

Em clima de despedida, David Silva publicou uma mensagem antes da partida contra o Norwich City no domingo. O capitão deverá ser o foco das atenções no confronto, que pode não valer mais nada à tabela, mas carrega grande significado pela idolatria ao espanhol. O meia indicou seu carinho por tudo o que os anos em Manchester representam à sua vida.

“Quando você é jovem, não sonha com tudo isso. Você sonha em se tornar um jogador de futebol, um jogador profissional, você sonha em atuar na primeira divisão. Mas nunca pensa em todas as coisas que poderia conseguir. Ainda mais agora, quando olho para trás e vejo tudo o que conquistei, nunca poderia ter imaginado nem em meus sonhos mais loucos”, declarou David Silva, em sua carta.

O veterano dedicou um agradecimento não apenas ao restante dos colegas de elenco, mas a todos que trabalham no City: “Sentirei falta dos meus companheiros, porque estamos há anos juntos – também das pessoas que trabalham aqui no clube e tornaram tudo mais fácil. Eles sempre estão lá para fazer tudo o que eu precisar, todos os dias”.

Além disso, salientou sua gratidão aos torcedores: “Os torcedores demonstraram muito respeito por mim – e, na minha visão, respeito é o mais importante. Mostraram a mim e a minha família um respeito por onde formos e também em campo. Sou muito grato por isso. Apenas quero dizer obrigado a todos os torcedores, ao clube, aos funcionários. Seguirei azul – azul para sempre”. Uma pena é que tudo isso aconteça com arquibancadas vazias.

Aos 34 anos, David Silva ainda não se aposentará. O meia, entretanto, não definiu quais serão os seus próximos passos – a tendência é que acerte com algum time da Major League Soccer, embora um retorno a La Liga não seja descartado. Certo é que a trajetória na Premier League acaba por aqui. E, com uma categoria imensa, o armador pode ser incluído facilmente entre os melhores que atuaram na Inglaterra durante as últimas décadas. Entre os melhores da história do próprio Manchester City, afinal. Deixará saudades.