A seleção brasileira feminina sub-20 estreou no Mundial sub-20 com uma goleada sobre Papua Nova Guiné, a dona da casa, na manhã deste domingo. Uma vitória que também foi recorde: 9 a 0 no estádio Sir John Guise, em Port Moresby. A maior goleada da história do torneio, junto com a Coreia do Norte sobre a Argentina, em 2012. Uma estreia que dá confiança para um time que não está entre os maiores favoritos do torneio.

LEIA TAMBÉM: Seleção feminina, 30 anos: onze jogadoras que marcaram a história da modalidade no Brasil

Contra um time que mostrou fragilidades grandes, o Brasil aproveitou a marcou gols com muita facilidade. Duda abriu o placar aos seis minutos, Gabi Nunes ampliou aos 11, Brena marcou o terceiro aos 17 e depois aos 24, de pênalti. Yasmim, aos 46, ampliou para 5 a 0 e Katrine fechou o primeiro tempo aos 48, fazendo 6 a 0. No segundo, Geyse ampliou para 7 a 0 aos quatro minutos, Yasmim marcou 8 a 0 aos 21 e, depois, Gabi Nunes fechou a conta em 9 a 0 aos 25 minutos.

O Brasil está no grupo A, que é difícil, com Coreia do Norte, uma das seleções mais fortes quando se fala em categorias de base do futebol feminino, a Suécia, que é uma escola tradicional do futebol feminino e onde está uma das ligas fortes da Europa, além da fraquíssima Papua Nova Guiné. Ou seja: a estreia foi mesmo o jogo mais fácil. A seleção brasileira terá que se preparar para jogos muito mais difíceis que virão pela frente para lutar pela classificação, que será complicada. Os dois primeiros colocados de cada grupo se classificam às quartas de final.

No outro jogo do grupo, a Coreia do Norte já estreou marcando 2 a 0 na Suécia. No Grupo B, a Espanha também goleou o Canadá por 5 a 0. No outro jogo do grupo, o Japão, outra potência no esporte, goleou a Nigéria por 6 a 0. O próximo jogo do Brasil será na quarta-feira e justamente contra a Coreia do Norte. A partida será às 4h da manhã, no horário de Brasília, e terá transmissão da Band e do SporTV (confira a programação de TV).