O futebol praticado em 2013 é bem diferente daquele regulamentado há 150 anos. Para se ter uma ideia, os toques com a mão eram permitidos – e por qualquer jogador em campo. Os goleiros não existiam. Nem o passe para frente. Os gols sequer eram delimitados em sua altura. E as Regras do Jogo não eram 17, como hoje, mas apenas 13 – o impedimento, o árbitro, o tempo e o pênalti foram introduzidos somente nos anos seguintes. Nas próximas linhas, confira como foi a evolução das regras do futebol a partir da criação da Football Association, em 1863:

1865 – As traves passam a ter uma fita entre elas, para delimitar a altura do gol. O protótipo do travessão, instituído apenas dez anos depois.

1866 – Os passes para frente foram legalizados, desde que três adversários estivessem entre o recebedor e o gol. Aí nasceu a regra do impedimento. Além disso, pegar a bola com as mãos no ar passou a ser proibido, tornando cabeçadas e matadas no peito comuns.

1869 – Nasce o tiro de meta. Antes, a bola que saísse pela linha de fundo era do time que a pegasse primeiro, ganhando uma cobrança de falta.

1871 – Apenas um jogador passa a poder pegar a bola com as mãos. Nasce o goleiro.

1872 – Os goleiros só podem pegar a bola com as mãos no próprio campo. Os escanteios são introduzidos.

1874 – Os árbitros passam a existir, um para cada lado do campo. Antes, as discussões sobre as jogadas eram feitas pelos capitães. No mesmo ano, os times passam a trocar de campo depois do intervalo, o que acontecia a cada gol.

1877 – O tempo de jogo é fixado em 90 minutos.

1891 – Os pênaltis são introduzidos. Podem ser cobrados de qualquer posição a 12 jardas do gol. A criação se deu depois que um jogador espalmou uma bola no último minuto de um jogo da Copa da Inglaterra. Também naquele ano, um novo árbitro passou a entrar em campo e os dois que já existiam passaram a atuar como assistentes. E os gols ganharam redes.

1892 – Foram criados os acréscimos, depois que um goleiro chutou a bola para fora do campo, a fim de evitar a cobrança do pênalti. Quando a bola foi devolvida, o tempo já tinha acabado.

1895 – Os laterais passam a ser dos oponentes do time que tocou a bola por último. Antes, eram de quem pegasse a bola primeiro.

1902 – As áreas foram criadas

1904 – A lei da vantagem passa a ser aplicada pelos árbitros.

1907 – Um jogador não pode estar impedido em seu próprio campo.

1912 – Os goleiros têm suas ações com a mão delimitadas à própria área. Além disso, eles precisam vestir uniformes diferentes aos dos companheiros.

1924 – Os gols de escanteio são permitidos. A Argentina anota o primeiro, contra o Uruguai, o então campeão olímpico. Assim foi batizado o ‘gol olímpico’.

1925 – A lei do impedimento passa a ser considerada a partir de dois jogadores entre o receptor do passe e o gol, não mais três.

1939 – Os números na camisa se tornam obrigatórios.

1958 – Uma substituição é permitida, mas só em caso de lesão. Doze anos depois, duas substituições passam a valer, mesmo que por razões táticas.

1970 – Os pênaltis passam a decidir jogos empatados. O sistema de cartões são criados, baseados nos semáforos de trânsito.

1992 – Os goleiros são proibidos de agarrar bolas recuadas por seus companheiros com os pés.

1993 – É criada a área técnica à beira do campo.

1995 – Três substituições são permitidas.

2012 – A tecnologia na linha do gol é utilizada em competições oficiais da Fifa.

Clique aqui para voltar à página principal do especial

Os comentários estão desativados.