O desafio de bater a Itália e se classificar às oitavas de final da Copa do Mundo, que já era bastante duro, acaba de ficar mais difícil. A CBF anunciou nesta terça-feira, às vésperas do jogo contra as italianas, o corte de Andressa Alves, uma das líderes técnicas do grupo.

A jogadora do Barcelona sofreu uma contusão muscular nesta segunda-feira (17), durante treinamento, e confirmou no Instagram que está fora da Copa. O Brasil não pode mais fazer alterações em seu elenco, já que a competição está em andamento, então não será possível chamar uma substituta para o lugar da atleta. Andressa, entretanto, segue com o grupo até o fim da competição.

“Com certeza é o pior dia para mim dentro do futebol, eu não consigo acreditar que no meu melhor momento aconteceu isso. Tenho um sentimento de frustração enorme, de raiva. Hoje e durante o resto da Copa vou ser mais uma torcedora apaixonada pela seleção, gritando todos os minutos”, escreveu em sua conta no Instagram a jogadora.

Desde a convocação para a Copa, já são quatro nomes cortados por problemas físicos: Adriana, Fabiana, Erika e, agora, Andressa Alves. Além delas, Cristiane teve que deixar o jogo contra a Austrália por estar cansada, enquanto Marta perdeu a estreia e jogou apenas o primeiro tempo contra as australianas.

Entre janeiro e fevereiro, a seleção feminina se reuniu para realizar um trabalho sobretudo físico, visando tentar igualar as condições físicas das atletas, que vivem realidades muito diversas, atuando em diferentes ligas. Coordenador de futebol feminino da CBF, Marco Aurélio Cunha reforçou isso à época: “O maior desafio é o alinhamento físico das atletas pelas diferentes situações que hoje vivem, países diferentes, ligas diferentes, tempo de paralisação de seus campeonatos e retomada de treinamentos”.

Os problemas físicos, porém, se acumulam. Diante da Itália, nesta terça-feira, pela rodada final da fase de grupos, a Seleção precisará escalar uma montanha para garantir a classificação – montanha que fica ainda mais alta com as ausências de Formiga, suspensa por dois amarelos, e, agora, Andressa Alves, por lesão. E se os meses de preparação e as partidas disputadas até agora na Copa servem de algum indício, os problemas físicos não devem parar por aqui.