Com uma ótima atuação do brasileiro Anderson, o Porto derrotou o Nacional por 2 a 0 e ficou ainda mais perto do título português. Já o Benfica passou sufoco, mas conseguiu bater a Naval por 2 a 1 e manteve-se vivo na disputa por mais uma rodada.

Desde o início, os portistas dominaram a partida contra o time da Ilha da Madeira. Nos primeiros 30 minutos, os Dragões tiveram dois gols anulados – o primeiro, erroneamente; o segundo de maneira correta. A equipe só conseguiu abrir de fato o placar aos 22 minutos da segunda etapa. Após fazer boa jogada com Adriano e Jorginho, Anderson recebeu a bola na marca do pênalti e marcou. Aos 43, o Porto confirmou a vitória: Anderson deu grande passe, deixando Fucile sozinho frente ao goleiro para marcar.

Já o Benfica, mesmo jogando em casa, sofreu muito para bater a Naval. Os Águias começaram bem e abriram o placar aos 12 minutos, quando Micolli fez bom lance e passou para Petit marcar. Daí em diante, os encarnados só administraram a vantagem, criando chances esporádicas de gol. No entanto, a equipe foi surpreendida aos 33 minutos da segunda etapa. Elivelton e Lito aproveitaram uma desatenção do adversário e puxaram um contra-ataque, que acabou com Lito fazendo o gol de empate. O Benfica só conseguiu desempatar aos 43 minutos, quando Micolli recebeu na área, passou por um adversário e emendou um chute certeiro no gol.

Faltando duas rodadas para o fim do campeonato, o Porto lidera com 65 pontos. Seu adversário mais próximo é o Sporting, que tem 59, mas disputou uma partida a menos – neste domingo, joga contra o Vitória Setúbal. O Benfica é o outro time que ainda sonha com a conquista, com 61 pontos ganhos.